Crase: Veja as regras de quando usar

Sabe se vai crase antes de horas ou entre datas? Entenda, de uma vez por todas, quando deve ou não aplicar a norma do acento grave. Veja quando utilizar (ou não) a crase.

Por Marluci Drum

O uso da crase, uma das tantas normas da Língua Portuguesa, costuma ser muito cobrada em provas de concursos públicos. O tão temido acento grave costuma pregar peças nos concurseiros e acaba deixando-os em dúvida na hora de assinalar a resposta correta. Para evitar que a conjunção da preposição a com o artigo definido feminino confunda a sua cabeça, preparamos algumas dicas que lhe ajudarão na hora de aplicar a regra já seguindo a nova ortografia.

Crase: Veja as regras de quando usar

Quando devo usar Crase?

Obrigatoriamente há crase nas expressões que indicam horas ou nas locuções: à medida que, às vezes, à noite, dentre outras, e ainda na expressão: "à moda".

Exemplos: Sairei às duas horas da tarde.

  • À medida que o tempo passa, fico mais feliz por você estar no Brasil.
  • Quero uma pizza à moda italiana.

Como saber se devo empregar a Crase?

Uma dica é substituir a crase por "ao" e o substantivo feminino por um masculino, caso essa preposição seja aceita sem prejuízo de sentido, então haverá crase.

Exemplo: Fui à farmácia, substituindo o "à" por "ao" ficaria: "fui ao supermercado". Logo, o uso da crase está correto.

Crase: Veja as regras de quando usar

Quando o uso da Crase é facultativo?

  • Antes dos pronomes possessivos femininos minha, tua, nossa etc.: Nesses casos, o uso do artigo antes do pronome é opcional. Exemplo:
  • "Eu devo respostas à minha professora" pode ser facultado por "eu devo respostas a minha professora".
  • Antes de substantivos femininos próprios: Vale lembrar que, antes de nomes próprios femininos, o uso da crase é opcional, até porque o artigo antes do nome não é obrigatório. Exemplo: "José fez um convite à Mari". José fez um convite a Mari.
  • Depois da palavra até: Se depois da preposição até houver uma palavra feminina que admita artigo, a crase será opcional. Exemplo: "O grupo foi até à praça General Osório"; ou "O grupo foi até a praça General Osório".
  • Depois da preposição até. Ex: Foi até a porta - foi até à porta.

Crase: Veja as regras de quando usar

Quando não devo usar Crase?

  • Antes de palavras masculinas: Ex: Caminhava a passo lento.
  • Antes de verbos: Ex: Estou disposta a aceitar.
  • Antes de pronomes pessoais: Ex: Eu pedi a ela um vestido emprestado.
  • Antes de nomes de cidade (que não utilizam o artigo feminino). Ex: Irei a São Paulo no mês que vem.
  • Antes da palavra casa (quando tem significado do próprio lar). Ex: Fui a casa (lar) apanhar os documentos do carro.
  • Antes da palavra terra (quando tem sentido de solo). Ex: Depois de horas no barco, descemos a terra.  
  • Entre palavras repetidas. Ex: A funcionária atualizava a lista de presença dia a dia.
  • Depois de preposições. Ex: Ele estará perante a juiza. Nós iremos após a cerimônia.

Crase: Veja as regras de quando usar

Os 12 mandamentos da Crase

Uma dica para lhe ajudar a entender a regra, é a famosa rima que segue:

  1. Diante de pronome, crase passa fome;
  2. Diante de masculino, crase é pepino;
  3. Diante de ação, crase é marcação;
  4. Palavras repetidas, crase proibida;
  5. A+ aquele, crase nele!
  6. Vou a, volto da: crase há!
  7. Vou a, volto de: crase pra quê?
  8. Diante de cardinal, crase faz mal;
  9. Quando for hora, crase sem demora;
  10. Palavra determinada, crase liberada;
  11. Sendo à moda de, crase vai vencer;
  12. Adverbial, feminina e locução, coloque crase, meu irmão!
Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
ACHE SEU CONCURSO
Quer encontrar um concurso público específico?

Nossa busca vai te ajudar a encontrá-lo, basta você preencher alguns campos e pronto.

Buscar concursos
Últimas notícias
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais