06/08/2021
07/09/2021
24/10/2021
A divulgar
292

Anexos

Saiu o edital. Está aberto o novo concurso público do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), que busca selecionar 292 candidatos para a Delegação de Atividades Notariais e ou Registrais no estado.

O concurso será para provimento ou remoção, nos Serviços Extrajudiciais do estado, sendo reservadas aos candidatos com deficiência 5% das vagas previstas neste edital, das quais 2/3 (dois terços) são para provimento e 1/3 (um terço) para remoção e 20% das vagas são para os candidatos negros.

No caso de provimento, é necessário que o candidato seja bacharel em Direito ou que tenha exercido, por dez anos, função em serviços notariais ou de registros. No caso de remoção, o candidato deverá comprovar que já exerce a titularidade de serventia extrajudicial em qualquer localidade do estado de Goiás por mais de dois anos.

Inscrição no TJ-GO

Os candidatos podem se inscrever entre os dias 06 de agosto e 07 de setembro de 2021, pela internet, por meio do endereço eletrônico www.vunesp.com.br. O valor da taxa de inscrição é de R$ 350,00.

Os candidatos serão selecionados por meio de várias etapas, sendo:

  • Uma prova objetiva de seleção composta de 100 questões de múltipla escolha;
  • Uma prova escrita e prática;
  • Comprovação de requisitos para outorga das delegações;
  • Exame psicotécnico e exame médico;
  • Análise da vida pregressa;
  • Entrevista pessoal sem caráter eliminatório;
  • Prova oral;
  • Avaliação de títulos.

A prova objetiva da seleção será realizada na cidade de Goiânia no dia 24 de outubro para remoção e no dia 31 de outubro para provimento, em datas, locais e horários publicados no Diário de Justiça Eletrônico do Estado de Goiás, com acesso disponível no endereço eletrônico - www.vunesp.com.br.

Das questões das provas objetivas

  • 45 questões de direito notarial e registral;
  • 20 questões de direito civil, processual civil e direito empresarial;
  • 15 questões de direito constitucional, direito administrativo e direito tributário;
  • 10 questões de direito penal e processual penal;
  • 05 questões de língua portuguesa;
  • 05 questões de conhecimentos gerais.

Já a prova escrita e prática consistirá numa dissertação e na elaboração de peça prática, além de questões discursivas. Será permitida, na prova, a consulta à legislação não comentada ou anotada, vedada a utilização de obras que contenham formulários, modelos e anotações pessoais, inclusive apostilas, precedentes judiciais e administrativos.

O concurso expira com a investidura dos candidatos em suas Delegações.

Anexos