17/08/2020
28/08/2020
13/09/2020
R$ 1.400,00
25
13/09/2020

Anexos

A Prefeitura de Campina Verde, estado de Minas Gerais, abre inscrições no dia 17 de agosto para um processo seletivo que tem 25 vagas temporárias nos cargos de Agente Comunitário de Saúde (22 vagas) e Agente de Combate às Endemias (3 vaga).

As funções exigem ensino médio completo e os Agentes Comunitários de Saúde devem ainda residir na área onde atuarão. O salário será de R$ 1.400,00 por jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Inscrição

As inscrições podem ser realizadas das 08h do dia 17 de agosto até as 16h do dia 28 de agosto de 2020, pela internet, por meio do endereço eletrônico www.versatilsolucoesadm.com.br. Será cobrada taxa de inscrição no valor de R$ 30,00.

O certame constará de prova objetiva com 30 questões, sendo:

  • 10 de Língua Portuguesa;
  • 10 de Conhecimentos Específicos e Legislação;
  • 05 de Conhecimentos Gerais e Atualidades;
  • 05 de Noções Básicas de Informática.

As provas serão aplicadas das 09h30min às 12h30min do dia 13 de setembro, na Escola Municipal São Vicente de Paulo, localizada na Avenida Ceará, nº 383, Bairro São Vicente, no município de Campina Verde-MG.

Os gabaritos preliminares serão disponibilizados até as 23h do dia 13 de setembro pelo endereço eletrônico www.versatilsolucoesadm.com.br.

A aprovação e classificação no processo seletivo não assegura e nem gera ao candidato o direito de ingresso automático/efetivar no quadro de pessoal da Secretaria Municipal de Administração, mas somente a expectativa de ser contratado de acordo com as necessidades e conveniência da Administração Municipal.

Atribuições do Agente Comunitário de Saúde

  • Utilização de instrumentos para diagnóstico demográfico e sociocultural da comunidade;
  • Promoção de ações de educação para a saúde individual e coletiva;
  • Registrar, para fins de planejamento e acompanhamento das ações de saúde, os dados de nascimentos, óbitos, doenças e outros agravos à saúde, garantido o sigilo ético;
  • Realização de visitas domiciliares periódicas para monitoramento de situações de risco à família e Participação em ações que fortaleçam os elos entre o setor saúde e outras políticas que promovam a qualidade de vida;
  • Exercício de atividades de prevenção a doenças e promoção da saúde, mediante ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas, desenvolvidas em conformidade com as diretrizes do SUS e sob supervisão do gestor municipal, distrital, estadual ou federal;
  • Trabalhar com adscrição de famílias em base geográfica definida, a micro área;
  • Cadastrar todas as pessoas de sua micro área e manter os cadastros atualizados;
  • Orientar as famílias quanto à utilização dos serviços de saúde disponíveis;
  • Realizar atividades programadas e de atenção à demanda espontânea;
  • Acompanhar, por meio de visita domiciliar, todas as famílias e indivíduos sob sua responsabilidade. As visitas deverão ser programadas em conjunto com a equipe, considerando os critérios de risco e vulnerabilidade de modo que famílias com maior necessidade sejam visitadas mais vezes, mantendo como referência a média de uma visita/família/mês;
  • Desenvolver ações que busquem a integração entre a equipe de saúde e a população adscrita à UBS, considerando as características e as finalidades do trabalho de acompanhamento de indivíduos e grupos sociais ou coletividade;
  • Desenvolver atividades de promoção da saúde, de prevenção das doenças e agravos e de vigilância à saúde, por meio de visitas domiciliares e de ações educativas individuais e coletivas nos domicílios e na comunidade, por exemplo, combate à dengue, malária, leishmaniose, entre outras, mantendo a equipe informada, principalmente a respeito das situações de risco;
  • Entre outras atividades.

Atribuições do Agente de Combate às Endemias

  • Prevenção e controle de doenças e promoção da saúde, desenvolvidas em conformidade com as diretrizes do SUS e sob supervisão do gestor de cada ente federado;
  • Identificar casos suspeitos de doenças e agravos, encaminhar os usuários para a unidade de saúde de referência, registrar e comunicar o fato à autoridade de saúde responsável pelo território;
  • Executar ações de campo para pesquisa entomológica, malacológica ou coleta de reservatórios de doenças;
  • Orientar os munícipes sobre medidas de controle de zoonoses;
  • Auxílio no tratamento de animais afetados por alguma enfermidade ou lesão;
  • Realizar cadastramento e atualização da base de imóveis para planejamento e definição de estratégias de prevenção, intervenção e controle de doenças, incluindo, dentre outros, o recenseamento de animais e levantamento de índice amostral tecnicamente indicado;
  • Orientar os criadores quanto à adoção de medidas sanitárias e alimentares a serem tomadas;
  • Orientar a população sobre as doenças transmitidas por animais;
  • Realizar controles de vetores conforme programas específicos;
  • Orientar e fiscalizar os trabalhos referentes ao tratamento e desenvolvimento de animais;
  • Entre outras atividades.

O processo seletivo público terá validade de um ano, podendo ser prorrogado parcial ou por igual período, contados a partir da divulgação do Resultado Oficial.

Anexos