Prefeitura de Barra do Chapéu-SP abre vagas para Agente Comunitário de Saúde

Prefeitura de Barra do Chapéu-SP realiza um novo processo seletivo para nível médio na área da Saúde. As inscrições devem ser realizadas até o dia 25 de setembro de 2019.

Por Clécio
Abertura inscrições 02/09/2019 Data da prova 13/10/2019 Total de vagas 14
Encerra inscrições 25/09/2019 Salários até R$ 1.250,00

A Prefeitura de Barra do Chapéu, no estado de São Paulo, publicou um novo edital de processo seletivo para preencher 14 vagas e formar cadastro de reserva no cargo de Agente Comunitário de Saúde.

Podem participar da seleção os candidatos com formação de ensino médio completo, que tenham idade mínima de 18 anos, que residam obrigatoriamente na área de abrangência correspondente ao endereço da vaga e que tenha concluído com aproveitamento curso de qualificação básica para a formação de Agente Comunitário de Saúde. O salário do cargo é de RS 1.250,00 por jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Como se Inscrever

As inscrições já estão abertas e devem ser realizadas até as 23h59min do dia 25 de setembro de 2019, pela internet, por meio do endereço eletrônico www.shdias.com.br. O valor da taxa de inscrição é de R$ 50,00.

Provas

A seleção dos candidatos será feita por meio de provas objetivas no dia 13 de outubro, nos locais e horários divulgados a partir do dia 02 de outubro. Após a homologação do referido processo seletivo, os candidatos classificados e admitidos serão submetidos a um curso introdutório de formação inicial, de caráter eliminatório que será realizada sob a responsabilidade da Prefeitura Municipal de Barra do Chapéu.

Atribuições do cargo:

  • Realizar diagnóstico demográfico, social, cultural, ambiental, epidemiológico e sanitário do território em que atuam, contribuindo para o processo de territorialização e mapeamento da área de atuação da equipe;
  • Desenvolver atividades de promoção da saúde, de prevenção de doenças e agravos, em especial aqueles mais prevalentes no território, e de vigilância em saúde, por meio de visitas domiciliares regulares e de ações educativas individuais e coletivas, na UBS, no domicílio e outros espaços da comunidade, incluindo a investigação epidemiológica de casos suspeitos de doenças e agravos junto a outros profissionais da equipe quando necessário;
  • Realizar visitas domiciliares com periodicidade estabelecida no planejamento da equipe e conforme as necessidades de saúde da população, para o monitoramento da situação das famílias e indivíduos do território, com especial atenção às pessoas com agravos e condições que necessitem de maior número de visitas domiciliares;
  • Identificar e registrar situações que interfiram no curso das doenças ou que tenham importância epidemiológica relacionada aos fatores ambientais, realizando, quando necessário, bloqueio de transmissão de doenças infecciosas e agravos;
  • Orientar a comunidade sobre sintomas, riscos e agentes transmissores de doenças e medidas de prevenção individual e coletiva;
  • Identificar casos suspeitos de doenças e agravos, encaminhar os usuários para a unidade de saúde de referência, registrar e comunicar o fato à autoridade de saúde responsável pelo território;
  • Informar e mobilizar a comunidade para desenvolver medidas simples de manejo ambiental e outras formas de intervenção no ambiente para o controle de vetores;
  • Conhecer o funcionamento das ações e serviços do seu território e orientar as pessoas quanto à utilização dos serviços de saúde disponíveis;
  • Estimular a participação da comunidade nas políticas públicas voltadas para a área da saúde;
  • Identificar parceiros e recursos na comunidade que possam potencializar ações intersetoriais de relevância para a promoção da qualidade de vida da população, como ações e programas de educação, esporte e lazer, assistência social, entre outros;
  • Exercer outras atribuições que lhes sejam atribuídas por legislação específica da categoria, ou outra normativa instituída pelo gestor federal, municipal ou do Distrito Federal;
  • Trabalhar com adscrição de indivíduos e famílias em base geográfica definida e cadastrar todas as pessoas de sua área, mantendo os dados atualizados no sistema de informação da Atenção Básica vigente, utilizando os de forma sistemática, com apoio da equipe, para a análise da situação de saúde, considerando as características sociais, econômicas, culturais, demográficas e epidemiológicas do território, e priorizando as situações a serem acompanhadas no planejamento local;
  • Utilizar instrumentos para a coleta de informações que apoiem no diagnóstico demográfico e sociocultural da comunidade;
  • Registrar, para fins de planejamento e acompanhamento das ações de saúde, os dados de nascimentos, óbitos, doenças e outros agravos à saúde, garantido o sigilo ético;
  • Desenvolver ações que busquem a integração entre a equipe de saúde e a população adscrita à UBS, considerando as características e as finalidades do trabalho de acompanhamento de indivíduos e grupos sociais ou coletividades;
  • Informar os usuários sobre as datas e horários de consultas e exames agendados;
  • Participar dos processos de regulação a partir da Atenção Básica para acompanhamento das necessidades dos usuários no que diz respeito a agendamentos ou desistências de consultas e exames solicitados;
  • Exercer outras atribuições que lhes sejam atribuídas por legislação específica da categoria, ou outra normativa instituída pelo gestor federal, municipal ou do Distrito Federal;
  • Poderão ser consideradas, ainda, atividades do Agente Comunitário de Saúde, a serem realizadas em caráter excepcional, assistidas por profissional de saúde de nível superior, membro da equipe, após treinamento específico e fornecimento de equipamentos adequados, em sua base geográfica de atuação, encaminhando o paciente para a unidade de saúde de referência;
  • Aferir a pressão arterial, inclusive no domicílio, com o objetivo de promover saúde e prevenir doenças e agravos, realizar a medição da glicemia capilar, inclusive no domicílio, para o acompanhamento dos casos diagnosticados de diabetes mellitus e segundo projeto terapêutico prescrito pelas equipes que atuam na Atenção Básica, aferição da temperatura axilar, durante a visita domiciliar, realizar técnicas limpas de curativo, que são realizadas com material limpo, água corrente ou soro fisiológico e cobertura estéril, com uso de coberturas passivas, que somente cobre a ferida; e orientação e apoio, em domicílio, para a correta administração da medicação do paciente em situação de vulnerabilidade.

O presente processo seletivo terá validade de dois anos, a contar da data de homologação, podendo ser prorrogado, a critério da Prefeitura Municipal de Barra do Chapéu, por igual período.

Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
Processo Seletivo Prefeitura de Tunas do Paraná-PR 2019Nível: Fundamental11/10/20197R$ 1.024,00
Concurso Ulysses Prev-PR 2019Nível: Superior01/10/20192R$ 1.995,52
Concurso Prefeitura de Itapeva SP 2019 - Edital e InscriçãoNível: Fundamental, Médio, Técnico, Superior12/08/201960R$ 4.800,05
Concurso da Prefeitura de Guapiara-SP é aberto com 143 vagasNível: Fundamental, Médio, Técnico, Superior04/07/2019143R$ 2.775,00
ACHE SEU CONCURSO
Quer encontrar um concurso público específico?

Nossa busca vai te ajudar a encontrá-lo, basta você preencher alguns campos e pronto.

Buscar concursos
Últimas notícias
Comentários
Minha foto
    Siga nossas redes sociais