A Caixa Econômica Federal divulgou no dia 18 de março o novo calendário para pagamento de todas as parcelas do Auxílio Emergencial 2021. Para esta nova fase de pagamentos o banco novamente seguiu o modelo utilizado nos créditos anteriores e os beneficiários terão que esperar (teoricamente) pelo menos 20 dias até poder sacar o dinheiro no caixa eletrônico. Isso porque a Caixa definiu dois calendários para o Auxílio Emergencial: um para crédito em conta poupança digital e outro somente para saque em espécie.

O motivo para a separação dos calendários foi para evitar aglomerações em diversas agências pelo país. Dessa forma, a Caixa estipulou que todos os pagamentos serão feitos em conta poupança digital onde os beneficiários poderão movimentar o dinheiro pelo aplicativo Caixa Tem (pagar contas e boletos e realizar compras com cartão virtual da Caixa), sem opção do saque em dinheiro até a data estipulada.

Saque do Auxílio Emergencial pode ser antecipado utilizando contas de bancos digitais
Saque do Auxílio Emergencial pode ser antecipado utilizando contas de bancos digitais

Veja formas de antecipar o saque do Auxílio Emergencial

Se você foi aprovado para receber o Auxílio 2021 e já conferiu o calendário de pagamento, percebeu que o saque da primeira parcela está previsto somente para o mês de maio. Mas, apesar do início do saque das novas parcelas ter sido definido para quase um mês após o pagamento em conta, existe uma forma de transferir e até mesmo sacar o auxílio 2021 antes da data marcada.

A técnica já foi realizada pelos internautas durante os pagamentos do Auxílio Emergencial no ano passado e é uma forma simples de ter acesso ao dinheiro, basta ter uma conta em banco digital. Para aqueles que precisam utilizar o dinheiro para outras atividades que o aplicativo Caixa Tem não permite ou apenas transferir para uma conta pessoal essa dica é uma boa alternativa.

Utilizando a conta em banco digital o usuário pode fazer um depósito por boleto, que consiste em gerar um boleto pelo aplicativo do banco digital que poderá ser pago pela poupança social digital no aplicativo Caixa Tem. Diversos bancos digitais como Nubank, Banco Inter, Original, BS2 e C6 oferecem esse tipo de serviço e na maioria deles é feito sem cobrança de tarifa. Depois de pago, o boleto é compensado em até 2 dias o dinheiro estará na sua conta. Aí, você poderá sacá-lo nos caixas 24h (dependendo do banco há tarifas) ou ainda transferí-lo para uma conta em algum outro banco físico e sacar os valores.

Como gerar boleto para depósito em conta digital?

Existem muitos bancos digitais e cada um possui a sua forma de gerar o boleto para depósito na conta digital. O banco C6, por exemplo, permite emitir o boleto pelo chat do aplicativo ou enviando um SMS sem custo com a palavra "DEPOSITO" para o número 29589 seguindo todas as instruções indicadas. Já nos bancos Nubank e Inter o boleto pode ser gerado dentro do aplicativo seguindo o passo a passo abaixo:

  1. Abra o app do seu banco digital;
  2. Escolha a opção Depósito por boleto;
  3. Digite o valor do boleto de depósito (valor que você deseja transferir da poupança social para a conta do banco digital) e confirme;
  4. O boleto será gerado;
  5. Abra o aplicativo Caixa Tem e selecione a opção "Realizar Pagamentos";
  6. Cole ou digite o código de barras do boleto gerado e confirme;
  7. O pagamento será confirmado e em até três dias o dinheiro será depositado na conta digital.

Mas atenção ao realizar o saque da sua conta digital, pois alguns bancos cobram tarifa para saques como o Nubank, que cobra R$ 6,50 por saque, e o banco Original em que cada saque custa R$ 1,90. Já os bancos Inter, BS2 e C6 não cobram nenhuma tarifa para realizar saques.

Outra alternativa é transferir o dinheiro do banco digital para outra conta de qualquer banco que não cobre tarifa por saque, visto que a opção de transferência dos bancos digitais é ilimitada e isenta de taxas.

Ciclos de pagamento do Auxílio Emergencial

O Auxílio Emergencial 2021 será pago em quatro ciclos que vão durar entre abril e agosto deste ano. Assim como nos pagamentos anteriores, o calendário foi elaborado de acordo com o mês de nascimento dos beneficiários e terá datas diferentes para crédito em conta e saque em dinheiro. Assim, para saber em que data irá receber todas as parcelas do Auxílio Emergencial basta conferir a data de pagamento definida para o seu mês de aniversário em cada novo ciclo.

Para os trabalhadores informais, microempreendedores individuais, desempregado e inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) a primeira parcela do Auxílio 2021 será paga entre 06 e 30 de abril. Já o saque em espécie desse primeiro ciclo será liberado a partir de 04 de maio para os nascidos em janeiro. Confira o calendário abaixo:

Mês de nascimento Data do crédito em conta Data para saque em dinheiro
Janeiro 06 de abril 04 de maio
Fevereiro 09 de abril 06 de maio
Março 11 de abril 10 de maio
Abril 13 de abril 12 de maio
Maio 15 de abril 14 de maio
Junho 18 de abril 18 de maio
Julho 20 de abril 20 de maio
Agosto 22 de abril 21 de maio
Setembro 25 de abril 25 de maio
Outubro 27 de abril 27 de maio
Novembro 29 de abril 01 de junho
Dezembro 30 de abril 04 de junho

Conforme divulgado pelo Ministério da Cidadania, nesta nova fase de pagamentos o benefício será destinado para 45,6 milhões de pessoas que receberam alguma parcela do auxílio emergencial em dezembro de 2020. Sendo assim, o governo federal não abrirá novo prazo de cadastramento. Serão pagas 4 parcelas com valores entre R$ 150 e R$ 375, conforme a unidade familiar do beneficiário. Desta vez, apenas uma pessoa por família terá direito às novas parcelas, diferentemente do ano passado, quando o auxílio foi pago para até 2 pessoas por família.

- Confira o calendário completo das 4 parcelas do Auxílio 2021

Bolsa Família tem calendário próprio

É importante lembrar que estes novos ciclos de pagamento se aplicam somente aos inscritos no CadÚnico e trabalhadores informais, MEIs e desempregados. Para o público do Bolsa Família o pagamento segue igual, conforme calendário específico do programa. O crédito da 1ª parcela para mais de 10 milhões inscritos no Bolsa Família será feito entre os dias 16 e 30 de abril.

Como os beneficiários do Bolsa Família recebem o dinheiro de acordo com o calendário próprio já é possível saber as datas de crédito de todas as demais parcelas do Auxílio 2021. Veja o calendário completo do Auxílio Emergencial para o Bolsa Família:

1ª parcela do Auxílio 2021 para Bolsa Família
Dígito final do NIS Data de pagamento
1 16 de abril
2 19 de abril
3 20 de abril
4 22 de abril
5 23 de abril
6 26 de abril
7 27 de abril
8 28 de abril
9 29 de abril
0 30 de abril
2ª parcela do Auxílio 2021 para Bolsa Família
Dígito final do NIS Data de pagamento
1 18 de maio
2 19 de maio
3 20 de maio
4 21 de maio
5 24 de maio
6 25 de maio
7 26 de maio
8 27 de maio
9 28 de maio
0 31 de maio
3ª parcela do Auxílio 2021 para Bolsa Família
Dígito final do NIS Data de pagamento
1 17 de junho
2 18 de junho
3 21 de junho
4 22 de junho
5 23 de junho
6 24 de junho
7 25 de junho
8 28 de junho
9 29 de junho
0 30 de junho
4ª parcela do Auxílio 2021 para Bolsa Família
Dígito final do NIS Data de pagamento
1 19 de julho
2 20 de julho
3 21 de julho
4 22 de julho
5 23 de julho
6 26 de julho
7 27 de julho
8 28 de julho
9 29 de julho
0 30 de julho