Concurso SEDUC-AM 2018 é autorizado e terá 8 mil vagas

Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino do Amazonas (Seduc-AM) terá edital para 8 mil vagas no início de 2018. A remuneração é de R$ 3.269,49.

Por: Tamiris Soares
0
0 share
0 tweets
0 share

Mais um grande concurso público previsto para o estado do Amazonas. A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino anunciou que vai promover seleção de pessoal para 8 mil vagas no início do próximo ano (concurso Seduc-AM). O edital de abertura está previsto para fevereiro de 2018, com a disponibilização de vagas na capital Manaus, e no interior do estado.

Das 8,1 mil vagas previstas, 7 mil serão para professores, 3 mil delas para a capital e 4 mil para os municípios do interior. A Seduc já trabalha delineando o edital do concurso e estudando qual banca organizadora será a responsável pelo processo de seleção dos candidatos. Além das 7 mil vagas para professores, haverá 1,1 mil para outros cargos que integram o quadro da educação.

Governo do Amazonas anuncia concurso com 8 mil vagas na educação para 2018

O concurso já havia sido anunciado pelo governador do estado, Amazonino Mendes, e teve mais detalhes revelados na tarde do dia 16 de outubro pelo secretário de Estado de Educação e Qualidade do Ensino, José Augusto de Melo. O governador afirmou que a realização do concurso irá melhorar as condições de trabalho para os professores da rede estadual e complementou que o desejo do governo é de que os professores continuem trabalhando na sua importante missão com muito entusiasmo.

Além do concurso na educação, o governo do Amazonas já anunciou a realização de certame na área de segurança pública, com editais para as polícias Militar e Civil.

Outra medida para melhoria da educação do estado anunciada foi o pagamento da quarta parcela do abono do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Serão 24 mil servidores beneficiados, entre professores e pedagogos, que têm direito a receber R$ 6.700 por 20 horas, o correspondente a uma cadeira.

Por fim, foi anunciado o Programa Estadual de Desenvolvimento Acadêmico e Profissional Docente do Amazonas (Prodea), que regulamenta o afastamento remunerado de docentes para o curso de mestrado e doutorado. Segundo Melo, "essa é uma medida importantíssima, pois facilitará a qualificação do docente que vai poder cursar seu mestrado ou doutorado com tranquilidade. Atualmente, aqueles que se dispõem a cursar uma pós nesse nível muitas vezes utilizam licenças por interesse particular e ficam sem a remuneração".

Segundo os dados da transparência do governo do estado, o Professor do estado em regime de trabalho de 40 horas semanais tem remuneração fixada em R$ 3.269,49; já para 20 horas de jornada recebe R$ 1.664,99.

Últimos - O governo do Amazonas realizou seu último concurso na educação em 2014. Sob coordenação da Fundação Getúlio Vargas (FGV), três editais somaram 7.043 vagas nas funções de Assistente Social, Bibliotecário, Contador, Engenheiro Civil, Engenheiro Elétrico, Engenheiro Mecânico, Estatístico, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Psicólogo, Professor de Ciclo Regular, Professor de Artes, Professor de Biologia, Professor de Ciências, Professor de Educação Especial, Professor de Português, Professor de Libras, Professor Tradutor Intérprete de Libras, Professor de Matemática, Professor de Educação Física, Professor de Ensino Religioso, Professor de Filosofia, Professor de Física, Professor de Geografia, Professor de História, Professor de Língua Espanhola, Professor de Língua Inglesa, Professor de Metodologia, Professor de Química, Professor de Sociologia, Pedagogo, Assistente Técnico e Merendeira. A avaliação desse concurso foi feita por meio de provas objetiva, discursiva e de títulos. A remuneração dos professores na época era de R$ 3.133,80 - veja os editais.

Já entre 2015 e 2016, foram abertas 6.736 vagas temporárias para professores de Artes, Biologia, Séries Iniciais (1º a 5º ano), Ciências, Educação Especial (1º a 5º ano), Língua Portuguesa, Matemática, Libras, Tradutor Intérprete de Libras, Educação Física, Ensino Religioso, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Espanhola, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Metodologia, Química, Sociologia e Tecnológico - Centro de MÍD, com salários de R$ 3.264,49 por 40 horas de trabalho semanais. A avaliação do seletivo foi realizada por meio de análise de titulação, conforme cita o  edital.

Avalie esta notícia

Nota:

(5.0/5.0)

Concursos Abertos

Busca avançada de concursos
Concursos Previstos Últimas Notícias
carregando...
FAÇA UM COMENTÁRIO
Faça um comentário sobre este assunto
Enviar