Concurso PM-TO: Após confirmação de fraude, seleção é cancelada

por Jéssica Keroláine Imhoff

Concurso público da Polícia Militar do estado do Tocantins para Oficiais e Soldados é cancelado e nova seleção deve acontecer até o fim do ano. Taxas serão devolvidas.

Abertura inscrições 09/01/2018 Data da prova 11/03/2018 Total de vagas 1.000
Encerra inscrições 09/02/2018 Gabaritos em 12/03/2018 Salários até R$ 4.455,46

A PM do estado do Tocantins anunciou na última terça-feira, 16 de abril, após meses de investigação, o cancelamento do concurso público após descoberta de fraude. A decisão do cancelamento do certame e da rescisão de contrato com a empresa AOCP foi publicada no Diário Oficial do Tocantins.

Mais de 70 mil candidatos fizeram a avaliação escrita em março de 2018, conforme a PM, a AOCP desrespeitou cláusulas do contrato que diziam respeito a segurança de envelopes e a quebra do sigilo das provas.

De acordo com as investigações, um envelope de provas foi previamente adulterado em uma das salas na qual o concurso público estava sendo realizado, no município de Arraias. Agora, o Governo do Tocantins vai providenciar as medidas necessárias para que o valor da taxa de inscrição seja devolvido.

 

Após descoberta de fraude, certame que contou com 70 mil candidatos em março de 2018, foi oficialmente cancelado.

Sobre o concurso

O concurso contou com 1.000 vagas para o Curso de Formação de Soldado (CFSD) e para 40 vagas no Curso de Formação de Oficiais (CFO).

As provas escritas aconteceram nas cidades de Araguaína, Araguatins, Arraias, Gurupi e Palmas. Foram aplicadas 60 questões de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Matemático, Atualidades e Conhecimentos Regionais, Noções de Direito, Noções de Informática e Normas Pertinentes à PM-TO.

Houve ainda prova dissertativa, com exigência de 30% de pontos da nota total para Soldados e 50% para Oficiais. O concurso também teria avaliação de capacidade física, avaliação psicológica, médica e odontológica e investigação social. A previsão inicial era que o resultado final de todas as etapas do concurso fosse divulgado em agosto deste ano.

Foram mais de 76 mil candidatos inscritos para as vagas de Soldado . O cargo exige idade entre 18 e 30 anos, carteira de habilitação de categoria mínima B, altura mínima de 1,60m para mulheres e 1,63m para homens. O salário do Aluno Soldado durante o curso de formação é de R$ 2.215,10, passando a ser de R$ 4.455,46 depois da aprovação. Veja o edital para Soldado.

Já para Oficial, foram mais de 10 mil candidatos. O cargo exige carteira de habilitação de categoria mínima B, altura mínima de 1,60m para mulheres e 1,63m para homens. Durante o curso de formação, o salário do Cadete será de R$ 4.499,52, passando para R$ 8.382,10 após a conclusão do curso. Veja o edital para Oficial.

Compartilhe: