Questões filtradas por: cargo de analista previdenciário - contabilidade

Quer testar seus conhecimentos de maneira rápida, fácil e eficiente? Responda aqui milhares de questões grátis de concursos anteriores. Você pode filtrar as questões por cargo, órgão, matéria e banca de acordo com o seu objetivo. Prepare-se para os concursos públicos.

001 Matéria: Contabilidade Pública Órgão: INSS Ano: 2005

A Lei 8.666/93 determina a forma pela qual o Estado deve realizar suas compras. O parágrafo 3º do artigo 15 reza que, atendidas as peculiaridades regionais, devem ser observadas as seguintes condições:

I. segregação dos fornecedores por licitação pública;
II. seleção feita mediante concorrência;
III. estipulação prévia do sistema de controle e atualização dos preços registrados;
IV. registro prévio das variações de preços no órgão de controle;
V. manutenção dos valores por período não inferior a seis meses;
VI. validade do registro não superior a um ano.

Os elementos que correspondem às condições previstas em lei são:

002 Matéria: Contabilidade Geral Órgão: INSS Ano: 2005

Considerando-se que o grau de liquidez corrente da Cia. Beta, obtido em 2003, foi igual a 1,3, pode-se afirmar que para cada:

003 Matéria: Auditoria Órgão: INSS Ano: 2005

A Empresa Mar Adriático S/A, após a realização da auditoria externa, publicou, em conjunto com as demonstrações contábeis, o parecer da empresa de auditoria transcrito abaixo.

Examinamos o Balanço Patrimonial da Companhia de Navegação Mar Adriático S/A levantado em 31 de dezembro de 2002 e as respectivas Demonstrações de Resultado, das Mutações do Patrimônio Líquido e das Origens e Aplicações de Recursos correspondentes ao exercício findo naquela data. Nosso exame foi efetuado de acordo com os padrões de auditoria geralmente aceitos e, conseqüentemente, incluiu as provas nos registros contábeis e outros procedimentos de auditoria que julgamos necessários nas circunstâncias.
Conforme descrito na Nota 2, a Companhia, atendendo à legislação específica, no que se refere à variação cambial especial ocorrida ao final de 2002, optou por apropriar parte das perdas de câmbio do exercício, ao custo do Ativo Imobilizado, com as conseqüências detalhadas na Nota 2. Em nossa opinião, exceto quanto ao mencionado no parágrafo precedente, as demonstrações financeiras referidas no parágrafo 1, acima, representam adequadamente a posição patrimonial e financeira da Companhia de Navegação Mar Adriático S/A em 31 de dezembro de 2002 e o resultado de suas operações, as mutações do seu patrimônio líquido e as origens e aplicações de seus recursos correspondentes ao exercício findo naquela data, de acordo com princípios de contabilidade geralmente aceitos, aplicados de maneira consistente em relação ao exercício anterior.


O presente parecer pode ser classificado como:

004 Matéria: Contabilidade Pública Órgão: INSS Ano: 2005

A despesa orçamentária compreende o conjunto dos créditos ou autorizações consignadas na Lei de Orçamento e se realiza por meio da denominada administração de créditos, percorrendo os estágios:

005 Matéria: Contabilidade Pública Órgão: INSS Ano: 2005

O Município Serra Dourada apresentou a seguinte demonstração das variações patrimoniais no exercício de 2003, em reais:


Com base nos dados acima, pode-se afirmar que o resultado econômico do Município, em reais, foi de:

006 Matéria: Contabilidade Geral Órgão: INSS Ano: 2005

Estando uma empresa operando abaixo do seu limite de capacidade, quanto mais se fabrica um determinado produto, mais o seu custo unitário total diminui. Isto ocorre exclusivamente em relação ao custo:

007 Matéria: Auditoria Órgão: INSS Ano: 2005

A amplitude dos testes de auditoria realizados pelo auditor externo numa determinada empresa será calibrada pelo(a):

008 Matéria: Contabilidade Geral Órgão: INSS Ano: 2005

Durante o processo denominado “Padronização das Demonstrações Financeiras”, cujo objetivo é preparar as demonstrações para a análise, a conta “Duplicatas Descontadas”, se existir, deverá ser:

009 Matéria: Administração Financeira e Orçamentária Órgão: INSS Ano: 2005

São definidas como extra-orçamentárias as receitas que não podem ser previstas no orçamento ou que têm caráter transitório e que correspondem a fatos de natureza estritamente financeira, decorrentes da própria gestão das entidades. Nesse caso, o Estado é simples depositário de valores que serão restituídos na época oportuna aos interessados, inclusive por decisão administrativa ou sentença judicial. Considerando o texto acima, observe os seguintes elementos:

I. Valores em poder de agentes financeiros e outras entidades.
II. Inscrições de créditos indisponíveis.
III. Salários de servidores não reclamados.
IV. Consignações e outras retenções não pagas ou recolhidas no período.
V. Valores recebidos da alienação de bens imóveis.
VI. Salários de servidores inativos de autarquias.
VII. Valores recebidos de bens de ausentes.
VIII. Inscrições de dívida passiva.
IX. Indenizações trabalhistas.
X. Valores registrados em depósitos de diversas origens.
XI. Inscrições de restos a pagar e do serviço da dívida a pagar.
XII. Ressarcimento de despesas de pessoal requisitado.

Constituem receitas extra-orçamentárias os itens:

010 Matéria: Contabilidade Pública Órgão: INSS Ano: 2005

De acordo com o Artigo 2 da Lei 4.320/64, a Lei de Orçamento conterá a discriminação da receita e despesa, de forma a evidenciar a política econômico-financeira e o programa de trabalho do governo, obedecidos os princípios de:

Siga nossas redes sociais