04/10/2021
04/11/2021
05/12/2021
R$ 4.677,09
27

Anexos

Saiu o edital. O Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais (TJM-MG) divulgou por meio do Diário da Justiça o documento de abertura do concurso público que irá preencher 27 vagas em cargos de níveis médio e superior nas funções de Oficial e Analista Judiciário para atuação na sede da Justiça Militar, em Belo Horizonte-MG.

O concurso será executado pelo Instituto Consulplan de Desenvolvimento, Projetos e Assistência Social e vai inscrever de outubro a novembro de 2021.

TJM-MG abre vagas de nível médio e superior

Para candidatos de nível superior há vagas nos cargos de Analista Judiciário nas seguintes especialidades:

  • Analista Judiciário / sem especialidade (1) - Exige graduação em Direito;
  • Contador (1) - Exige graduação em Ciências Contábeis e registro na classe da categoria;
  • Analista de Tecnologia da Informação (2) - Exige curso de nível superior na área de Tecnologia da Informação;
  • Jornalista (1) - Exige graduação em curso de nível superior de Comunicação Social, habilitação em Jornalismo e registro e/ou inscrição profissional na classe.

Já para aqueles com formação de ensino médio são ofertadas vagas para:

  • Oficial Judiciário (21);
  • Assistente Técnico de Sistemas (1);
  • Oficial de Justiça (Cr).

O salário inicial das carreiras será de R$ 2.986,57 para Oficial Judiciário e de R$ 4.677,09 para Analista Judiciário. Ambos os cargos terão jornada de trabalho de 30 horas por semana.

Prepare-se: Apostila de estudo para concurso do TJM-MG

Do total de vagas abertas, duas serão destinadas para as Pessoas com Deficiência (PcDs) e quatro para os candidatos negros.

Inscrição no TJM de Minas

As inscrições no concurso estarão abertas das 14h do dia 04 de outubro até as 16h do dia 04 de novembro de 2021, apenas pela internet, por meio das páginas da organizadora da seleção - Instituto Consulplan - www.institutoconsulplan.org.br. A taxa de inscrição será de R$ 70,00 para empregos de nível médio e de R$ 90,00 para nível superior.

Pode pedir isenção do pagamento da taxa de inscrição o candidato que estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal / CadÚnico e for membro de família de baixa renda (renda per capita de até meio salário-mínimo ou renda familiar mensal de até três salários-mínimos).

Provas

Os candidatos serão avaliados por meio de duas etapas, sendo:

  • Prova objetiva de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório, com 50 questões;
  • Prova de redação, de caráter eliminatório e classificatório na forma de desenvolvimento de um texto dissertativo sobre tema contemporâneo de 20 a 30 linhas.

As provas do concurso serão realizadas em Belo Horizonte-MG no dia 05 de dezembro de 2021. O cartão de confirmação de inscrição (CCI) contendo a data, o horário e o local da realização das provas será disponibilizado para consulta e impressão pelo próprio candidato, no endereço eletrônico - www.institutoconsulplan.org.br, a partir do dia 29 de novembro.

Veja a composição das provas objetivas:

Cargos de Oficial Judiciário e Oficial de Justiça

  • 25 questões de língua portuguesa;
  • 20 questões de noções de direito;
  • 05 questões de noções de informática;

Cargos de Assistente Técnico de Sistemas e Analista de Tecnologia da Informação

  • 15 questões de língua portuguesa;
  • 10 questões de noções de direito;
  • 25 questões de conhecimentos específicos;

Cargo de Analista Judiciário

  • 20 questões de língua portuguesa;
  • 05 questões de noções de informática;
  • 25 questões de conhecimentos específicos;
  • Cargos de Contador e Jornalista
  • 15 questões de língua portuguesa;
  • 10 questões de noções de direito;
  • 05 questões de noções de informática;
  • 20 questões de conhecimentos específicos;

Prepare-se: Apostila de estudo para concurso do TJM-MG

Será reprovado o candidato que não alcançar o mínimo de 50% do total de pontos da prova ou que zerar qualquer uma das disciplinas.

Já a prova de redação abrangerá os seguintes itens de avaliação:

  • Argumentação e informatividade dentro do tema proposto (originalidade, suficiência, correção, relevância e propriedade das informações): 15 pontos;
  • Coerência e Coesão (organização adequada de parágrafos, continuidade e progressão de ideias, uso apropriado de articuladores): 15 pontos;
  • Morfossintaxe (emprego de pronomes, relação entre as palavras, concordância verbal e nominal, organização e estruturação dos períodos e orações, emprego dos tempos e modos verbais e colocação de pronome): 10 pontos
  • Pontuação, acentuação e ortografia: 10 pontos.

Será reprovado o candidato que não obtiver o mínimo de 50% do total dos pontos também na prova de redação.

A validade do concurso é de dois anos, contados da data de publicação do ato de homologação, prorrogável uma vez por igual período, a critério do TJM MG.

Anexos