30/10/2020
24/11/2020
06/12/2020
R$ 3.694,61
2
06/12/2020

Anexos

Foi divulgado o edital de abertura do concurso público da Prefeitura de Santa Izabel do Oeste, estado do Paraná. A seleção irá preencher duas vagas e formar um cadastro de reserva em dois cargos.

Uma delas é para Cuidador Social que exige ensino médio completo e a outra para Nutricionista que exige ensino superior em nutrição e registro no conselho da classe.

Os vencimentos são de R$ 1.443,73 para o cargo de Cuidador Social e de R$ 3.694,61 para função de Nutricionista. Ambos terão que cumprir jornada de trabalho de 40 horas por semana.

Inscrições vão até o fim do mês de novembro

Os candidatos deverão se inscrever até o dia 24 de novembro de 2020, pela internet, por meio do endereço eletrônico www.concursos.alfaumuarama.edu.br. A taxa custa R$ 100,00 para Cuidador e R$ 150,00 para Nutricionista.

O concurso constará de prova objetiva com 40 questões, sendo:

  • 10 de língua portuguesa;
  • 10 de matemática;
  • 10 de conhecimentos gerais e legislação;
  • 10 de conhecimentos específicos do cargo.

As provas objetivas serão aplicadas no dia 06 de dezembro, em local a ser informado através de edital disponibilizado no site www.concursos.alfaumuarama.edu.br no dia 01 de dezembro.

Já os gabaritos preliminares serão divulgados às 20h do dia 06 de dezembro e os gabaritos definitivos saem no dia 11 de dezembro pelo site citado.

Atribuições dos cargos

Cuidador Social

  1. Cuidados básicos com alimentação, higiene e proteção;
  2. Relação afetiva personalizada e individualizada com cada criança e/ou adolescente;
  3. Organização do ambiente (espaço físico e atividades adequadas ao grau de desenvolvimento de cada criança ou adolescente abrigada);
  4. Auxilio à criança e ao adolescente para lidar com sua história de vida, fortalecimento da autoestima e construção da identidade;
  5. Organização de fotografias e registros individuais sobre o desenvolvimento de cada criança e/ou adolescente, de modo a preservar sua história de vida;
  6. Acompanhamento nos serviços de saúde, escola e outros serviços requeridos no cotidiano;
  7. Apoio na preparação da criança ou adolescente para o desligamento, sob a orientação e supervisão de profissional de nível superior;
  8. Auxiliar nos serviços de Proteção Social Básica e Proteção Social Especial, executados no município;
  9. Desenvolver atividades de cuidados básicos essenciais para a vida diária e instrumentais de autonomia e participação social, com a construção de metodologias que contemplem tanto as necessidades individuais/particulares, e coletivas do público atendido;
  10. Promover atividades para o acolhimento, proteção integral, desenvolvimento de habilidades pessoais e sociais, contribuindo assim com a promoção da autonomia e fortalecimento da autoestima do público atendido;
  11. Desenvolver estratégias e metodologias a fim de promover uma convivência familiar e comunitária saudável;
  12. Atuar no acolhimento institucional de crianças e adolescentes afastados do convívio familiar por medida de proteção, possibilitando um ambiente favorável e seguro;
  13. Garantir os cuidados básicos com alimentação, higiene pessoal das crianças e adolescentes acolhidos, bem como conservação do ambiente e estrutura física da instituição, entre outras;

Nutricionista

  1. Planejar, organizar e avaliar serviços e/ou programas de alimentação e nutrição;
  2. Colaborar na programação e realização do levantamento dos recursos disponíveis e respectiva qualificação, para a execução de programas de assistência e educação alimentar;
  3. Programar, desenvolver e avaliar a situação nutricional do paciente;
  4. Pesquisar informações técnicas e preparar, para divulgação, informes sobre higiene de alimentação, orientação para melhor aquisição de alimentos, qualitativa e quantitativamente e para controle sanitário dos gêneros adquiridos pela comunidade;
  5. Acompanhar o trabalho do pessoal auxiliar, supervisionando o preparo, distribuição de refeições, recebimento dos gêneros alimentícios, sua armazenagem e distribuição, para zelar pela qualidade da refeição;
  6. Propor a adoção de normas, padrões e métodos de educação e assistência alimentar, visando à proteção materno-infantil;
  7. Informar e orientar o público sobre o consumo da alimentação adequada e sua implicação na saúde humana, através de esclarecimentos individuais e/ ou coletivos, para melhorar a qualidade de vida da população;
  8. Atualizar o cardápio quanto ao consumo de produtos naturais, aproveitando integralmente os alimentos;
  9. Desempenhar outras atividades correlatas.

O concurso terá validade de dois anos, contados da data de sua homologação, podendo ser prorrogado a critério do Poder Executivo Municipal, por igual período.

Anexos