ENEM 2020 digital e impresso; veja as diferenças antes de se inscrever

Projeto piloto em 2020 vai aplicar provas de forma digital para um número limitado de inscritos. Veja como será a mudança e como se dará a nova prova digital.

Por Ana Carolina Lopes dos Santos

Agora, o Exame Nacional do Ensino Médio, mais conhecido como Enem, será realizado também de uma forma diferente, numa versão digital. Essa é uma iniciativa do governo que tem por objetivo tornar o Enem totalmente digital a partir de 2026. O Exame online será testado pela primeira vez em 2020, por meio de 100 mil inscrições na nova modalidade, que foram distribuídas por diversas cidades do país.

Mas desde que se tratou sobre o novo Enem, lá em 2019, milhares de estudantes se encheram de dúvidas sobre o formato digital, principalmente no que diz respeito aos procedimentos, como: onde o Enem Digital será realizado, em casa? Cabe adiantar que os candidatos terão que se locomover até os locais estabelecidos pelo Inep para participar do Enem Digital, pois as questões serão respondidas em computadores disponibilizados pelas universidades onde as provas serão aplicadas.

Com inscrições abertas desde segunda, 11 de maio, até esta sexta (14) já são mais de 3 milhões de inscrições registradas, 99 mil delas para o formato digital. O INEP anunciou que disponibilizará a nova modalidade de prova digital para até 100 mil candidatos, então, se você quer testar o novo formato, se apresse. Veja a publicação feita pelo INEP nas redes sociais:

Diferenças entre o Enem Impresso e Enem Digital

O Enem foi criado em 1998, e desde então vem sendo aplicado da mesma forma, isto é, por meio de provas impressas. Mas os tempos mudaram e a tecnologia permite que a sociedade desenvolva novos métodos, foi o que aconteceu em 2019, ano em que o Ministério da Educação divulgou a informação de que o governo irá substituir totalmente as provas impressas pelas questões online de 2026 em diante. Até lá haverá a realização de testes nas edições do Enem para a modalidade digital, esta que será opcional durante esse processo.

Enem Digital economizará papel

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em 2019 mais de 10 milhões de provas foram impressas em folhas para o Enem tradicional e depois descartadas, custando R$ 500 milhões para os cofres públicos. Com o Enem Digital, haverá economias financeiras com a compra de papel e posterior impressão das provas, além de melhorias logísticas e benefícios ao meio ambiente.

Questões em novos formatos

As questões em papeis ficam restritas aos formatos de texto e imagens, mas em vias online os professores poderão utilizar ferramentas tecnológicas para a formulação das provas, como vídeos e infográficos, por exemplo.

Preenchimento facilitado do gabarito

Só quem já preencheu um gabarito da forma tradicional sabe que não é a atividade mais eficiente do mundo. No Enem impresso, os candidatos precisam pintar os espaços do gabarito com caneta, o que é cansativo e demorado, mas no Enem Digital esse problema será resolvido, de forma que os candidatos apenas terão que selecionar a opção desejada.

Enem Impresso e Enem Digital acontecerão em dias diferentes

Caso não aconteçam novas alterações no cronograma do Enem deste ano, devido à pandemia do novo coronavírus, as provas tradicionais ocorrerão em duas etapas, previstas para os dias 1º e 8 de novembro. Já o Exame Digital deverá ser realizado nos dias 22 e 29 de novembro de 2020. Em todos os casos, a aplicação das provas exige a presença física do candidato.

Enem Digital; vale a pena se inscrever?

É preciso analisar alguns fatores antes de escolher a opção digital (pelo menos até essa modalidade ser opcional), pois os candidatos passarão várias horas no computador, resolvendo as questões, e isso pode se tornar algo difícil para os desacostumados. Então é muito importante que os estudantes treinem em simulados online durante os estudos. Para quem já vem se preparando em casa estudando no computador, pode ser interessante tentar a modalidade.

Veja outros fatores a observar antes de selecionar a modalidade digital:

- Apenas poderá optar pelo Enem Digital os candidatos que irão concluir o ensino médio em 2020 ou aqueles que já o concluíram, ou seja, os "treineiros" (jovens que participam do Exame para treino) deverão se inscrever no Enem Impresso;

- Após de inscrição efetivada em modalidade digital, não será possível alterar para as provas impressas e vice-versa;

- Não será possível usar um computador particular, pois o candidato terá que comparecer no local estabelecido para a aplicação das provas, esta que continuará sendo fiscalizada;

- A modalidade digital não contemplará recursos de acessibilidade, pelo menos por enquanto, então os candidatos que precisam desses auxílios deverão se inscrever para as provas impressas;

- Como ainda se trata de um teste, o Enem Digital será aplicado somente em locais específicos. São eles: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP), cujas cidades disponíveis devem ser consultadas e marcadas já no ato da inscrição pelo candidato.

Como será a redação do ENEM Digital?

A redação continuará sendo cobrada, em todas as modalidades, e deverá ser escrita em papel, mesmo para quem optar pelo Enem Digital. Ou seja, você poderá resolver as questões objetivas no computador, mas a redação se dará no formato padrão, à mão.

Tanto no Enem tradicional como no formato online, as quatro provas objetivas com questões de múltipla escolha continuam valendo e serão divididas entre os dois dias de exame:

  • na primeira etapa, com duração de até 5h30 min, haverá a cobrança de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias.
  • Já no segundo dia do Exame, serão aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, que terão até 5h de duração.

Vale lembrar que no Enem Digital as provas objetivas, de múltipla escolha, serão aplicadas via plataforma online que está sendo criada pelo governo.

A maior parte das vagas para a opção digital já foram preenchidas, de acordo com o Inep, mas os estudantes terão até o dia 22 de maio de 2020 para efetivar a inscrição nessa modalidade (caso ainda haja vaga) ou então somente para o Enem tradicional.

Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
Concurso Exército 2020: Inscrição aberta na EsPCEx para CadetesNível: Médio03/06/2020440
Rede EBSERH abre seleção nacional com vagas para o combate do CoronavírusNível: Técnico, Superior04/06/2020Cadastro ReservaR$ 8.984,81
Concurso DEPEN 2020: Edital com 309 vagas é retificadoNível: Médio, Superior05/06/2020309R$ 6.030,23
Concurso DEPEN 2020: Sai edital para nível médio e superiorNível: Médio, Superior05/06/2020309R$ 6.030,23
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais