ENEM 2020 registra 6 milhões de inscritos; provas ainda sem data

Exame Nacional poderá ter provas em 2021, caso prazo seja adiado por mais de 60 dias. INEP divulgou quadro geral de inscritos.

Por Adriano Maas

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou nesta sexta-feira (29) que mais de 6 milhões de candidatos fizeram a inscrição no ENEM 2020. Dos 6.121.363 inscritos, 101.100 deles farão a nova versão digital do exame. A taxa de inscrição, que poderia ser paga até o dia 28 de maio, teve isenção para 78% do total de inscritos, estudantes de escolas públicas. Para os demais, a taxa era de R$ 85.

Ainda, do total, 65% já concluíram o ensino médio em anos anteriores, 23% são concluintes em 2020 e outros 12% são os chamados "treineiros", estudantes de anos anteriores do ensino médio. Veja a publicação do INEP nas redes sociais sobre os números:

Números do ENEM 2020

Ainda, outras informações repassadas pelo INEP sobre a edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, são:

  • Dos 23% de concluintes do ensino médio em 2020 ou 1.406.323 inscritos, 81% deles (1.149.759) estão matriculados atualmente em escolas públicas, número 11,2% maior do que o registrado em 2019.
  • Provas: O Ministério da Educação (MEC) adiou as provas impressa e digital, que ainda não têm datas. A definição passará por consulta aos inscritos, em junho deste ano. A ideia é que os participantes escolham o melhor período.
  • Enem digital: A proposta, que começou com o anúncio de 50 mil vagas para a edição de 2020, dobrou para 100 mil. Nos primeiros dias de abertura do prazo de inscrição, neste mês, a procura pela versão eletrônica foi superada, atingindo 101.100 pedidos.
  • Pessoas com deficiência visual terão o suporte de um software específico que vai converter o texto da prova em voz. .

Inscrições prorrogadas e provas remarcadas

As inscrições no ENEM, inicialmente previstas para encerrarem no dia 22 de maio, foram prorrogadas até 27 de maio pelo INEP. Nos últimos dias diversos candidatos relataram problemas durante a realização da inscrição, principalmente quando do envio (upload) da foto do candidato, o que motivou a prorrogação do prazo.

Após diversas manifestações de instituições de ensino, do poder legislativo e de estudantes, as provas do ENEM 2020 foram adiadas e ocorrerão de 30 a 60 dias após as datas previstas nos editais. O Enem 2020 estava inicialmente marcado para os dias 1º e 8 de novembro (prova impressa) e 22 e 29 de novembro (prova digital). Assim, as provas da edição deste ano poderão ficar para 2021.

A decisão pelo adiamento das provas ocorreu antes que a Câmara dos Deputados votasse o projeto de lei (PL 2623/20), da deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), que adia o Enem enquanto durarem as medidas sanitárias emergenciais decorrentes da pandemia do coronavírus. Na terça-feira (19) o Senado já havia aprovado por 75 votos a 1 o projeto de lei da senadora Daniella Ribeiro (PP-PB) que prorroga automaticamente os prazos de provas como o Enem em caso de reconhecimento de estado de calamidade pelo Congresso Nacional. Após o anúncio do MEC o PL 2623/20 foi retirado de pauta por Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais