Como montar um plano de estudo para concursos

Saiba como transformar o tempo em seu aliado e criar uma rotina rápida e fácil no preparo para prestar concursos públicos.

Por Juliana Xavier

Para quem decide entrar na disputa por um cargo público, é normal ficar um pouco confuso no início, sem saber por onde começar e como se organizar nos estudos, uma vez que a quantidade de conteúdos a serem vistos é grande.

Para quem já está há um certo tempo nessa caminhada, sabe que a dedicação aos estudos é enorme e quando o estudante senta-se à mesa para estudar, percebe-se em meio a muitas apostilas e livros, esquemas, exercícios, etc. Portanto, a organização é um fator determinante para que a dedicação aos estudos seja realmente aproveitada e para garantir que o estudante otimize o tempo que tem disponível para as leituras.

Em muitos casos, as maiores dificuldades encontradas pelos candidatos a concursos públicos é quanto a sua organização nos estudos, isto é, como utilizar de forma efetiva o seu tempo disponível, como não perder a concentração e a motivação no meio de tantas matérias e conteúdos, como saber administrar o tempo que deve ser destinado aos momentos de lazer, etc. Por isso, o candidato deve, antes de qualquer coisa, criar um plano de estudos de modo a garantir a sua organização quanto ao seu tempo e o que há para ser estudado.

O que é um plano de estudos?

Um plano de estudos é um planejamento, que origina uma programação sistemática e concreta do que uma pessoa elenca para uma rotina de estudos. No plano, deve conter uma escala dos horários do dia e como eles serão distribuídos entre as tarefas diárias e as leituras e, também, deve conter um planejamento semanal amplo, prevendo o que será visto diariamente.

Portanto, o cronograma de estudos é o espaço onde o estudante irá distribuir suas leituras de acordo com os horários do seu dia, definindo escalas, prevendo outras atividades, além de definir quais conteúdos serão estudados a cada dia da semana.

Resumindo, de forma simplificada, é ter registrado todas as etapas da rotina adotada diariamente e semanalmente de atividades, leituras, compromissos, horas vagas, etc. É colocar o seu dia no papel.

Como montar um plano de estudos?

De acordo com as atividades diárias, como emprego, faculdade, cursinho, etc, o estudante irá montar um cronograma de como cada hora do dia será preenchida. Por exemplo, das 8h da manhã até às 18h, o candidato está no trabalho (quando esse for o caso), portanto, esse horário já está estipulado, devendo prever os estudos para os horários inversos, como à noite. Se o candidato não trabalha, mas estuda à noite, o mesmo deverá ser feito. Exemplo:

- 08h às 18h - Trabalho

- 18h às 19h30 - café ou jantar, banho, etc.

- 19h30 às 23h - estudos

E essa programação deve incluir também os finais de semana, uma vez que há mais horas vagas nesses dias, devendo ser aproveitadas pelo candidato para seus estudos. A concorrência nos concursos públicos é imensa, portanto é preciso muita dedicação, não devendo excluir sábados e domingos.

Como melhorar seu desempenho nos estudos

Após preencher as horas do dia com as tarefas previstas, é hora de definir em quais dias da semana cada matéria será estudada. Além de definir um cronograma dos horários, é importante também definir um plano dos conteúdos que serão lidos. Por exemplo:

- Segunda-feira: língua portuguesa;

- Terça-feira: matemática e raciocínio lógico;

- Quarta-feira: informática;

- Quinta-feira: revisar as matérias e fazer exercícios;

- Sexta-feira: fazer simulados e provas anteriores;

- Sábado: aprofundar o português com revisões e mais exercícios;

- Domingo: leituras da atualidade.

O candidato deve iniciar sua vida de estudos pelas matérias básicas, começando aos poucos, caso contrário pode causar confusões e até cansaços mentais antes do tempo, gerando ansiedades e nervosismos. Começar aos poucos garante que o candidato consolide as matérias para depois passar às outras que exigem maior atenção e concentração.

O modo de dispor as informações do cronograma de estudos pode ser feito em uma tabela, o que garante uma melhor visualização das mesmas, assim como proporciona uma melhor visualização, também, as disposições dos horários e tarefas.

Vantagens de ter um plano de estudos

Com a rotina de estudos definida, é mais fácil criar uma organização e uma maior adaptação àqueles horários, facilitando a concentração e até o controle emocional, evitando correrias de última hora e desperdícios de horários. Além disso, o plano de estudos auxilia no equilíbrio dos momentos de leitura, para que não haja sobrecarga em um dia e maior folga em outro. Com o plano, o estudante pode definir que seus estudos tenham o mesmo ritmo e duração dia após dia.

Também, o plano de estudos auxilia o estudante a saber quais horários ele poderá dedicar para descanso, lazer e entretenimento, tão importantes para manter o equilíbrio emocional, mental e físico do candidato.

Leia também: A importância de cuidar da saúde para os estudos

Quando há uma grande quantidade de materiais que precisam ser estudados e revisados diariamente, um cronograma é o melhor aliado do candidato quanto ao seu preparo para as provas de concursos públicos. Sabendo o que é preciso estudar e em que momentos pode dedicar-se à atividade, o concurseiro garante organização da sua rotina, controlando, assim, sua disposição física, mental e emocional. 

Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
ACHE SEU CONCURSO
Quer encontrar um concurso público específico?

Nossa busca vai te ajudar a encontrá-lo, basta você preencher alguns campos e pronto.

Buscar concursos
Últimas notícias
Comentários
Carregar comentários