É o seu primeiro concurso? Entenda como ocorrem as seleções

Pretende ingressar na carreira pública e não sabe por onde começar? Confira dicas para quem vai participar pela primeira vez de um concurso público e conheça alguns detalhes importantes das seleções.

Por Juliana Xavier

Ano após ano, a procura por concursos públicos aumenta significativamente no Brasil. As motivações que levam as pessoas a buscarem uma vaga em cargos públicos são consistentes, pois as carreiras oferecem muitos benefícios, como: bons salários, acréscimos de auxílios extra e estabilidade durante e após a carreira (aposentadoria).

A intensa procura por concursos pode ser comprovada pelos últimos processos realizados pelos concursos mais procurados: Caixa Econômica Federal e Correios, que tiveram mais de 1 milhão de candidatos inscritos. Além dos benefícios já citados, o sonho de conseguir um cargo público deve-se também pela forte crise que a área privada tem enfrentado, com baixa na criação de empregos, mudanças nas leis trabalhistas e crescimento do desemprego no país.

Confira também: Crise econômica no país aumenta procura por concursos

Com esse cenário, não somente é comum encontrar centenas de milhares de pessoas tentando concursos pelo seu segundo, terceiro ano consecutivo ou mais. Mas, também, é comum encontrar um número crescente de pessoas que estão entrando nessa "batalha" pela primeira vez, isto é, candidatos que irão começar a se preparar para prestar o seu primeiro concurso.

Para os concurseiros de primeira viagem, é normal que surjam muitas dúvidas e inseguranças devido à quantidade de pequenos detalhes que cercam os concursos públicos. São muitas informações a serem levadas em conta e qualquer detalhe que passe despercebido pode ser de grande prejuízo ao candidato.

Por isso, preparamos algumas dicas importantes para que os concurseiros possam entender um pouco mais do que envolve o mundo dos concursos públicos:

Tipos de concursos e como escolher o mais adequado

As ofertas de concursos públicos durante o ano são grandes e muitas ocorrem de forma simultânea. São centenas de milhares de vagas abertas anualmente para carreira nos órgãos públicos, com atuação em todas as regiões do país. Quanto aos cargos, podem ser ofertados em áreas específicas de formação superior (como os cargos jurídicos, por exemplo, que exigem formação em Direito), assim como há os cargos gerais, que exigem formação escolar de ensino médio, como carreiras bancárias, por exemplo.

Além disso, há os concursos públicos para órgãos federais, estaduais ou municipais. A diferença entre eles fica por conta das remunerações de acordo com o órgão, sendo que os servidores federais tendem a ganhar mais do que funcionários estaduais ou municipais, devido às atribuições do cargo e dos níveis de exigência das funções.

O objetivo central dos concursos públicos é manter a ordem, prestar serviços à população em geral e ao andamento harmônico da sociedade e do país, buscando o bem comum. Por isso que cargos na esfera federal tendem a ter as maiores remunerações.

Após conhecer as diferenças entre concursos, é hora de saber maiores detalhes sobre aqueles que chamam mais a atenção e definir um foco quanto ao tipo de concurso que mais convém ao candidato. Estipular metas, como atuação do cargo e suas atribuições, sem focar somente nas remunerações lhe dará um norte para escolha dos concursos a participar.

Edital

O edital é o documento mais importante de um concurso público, pois é ele que traz todas as informações pertinentes às etapas a serem seguidas durante a seleção. O edital é o manual do concurso, onde consta tudo que é necessário saber, como: número de vagas, salários, exigência, lotação, inscrição, provas, etapas de avaliação, informações de recursos, cronograma, conteúdos programáticos a serem cobrados e demais informações. E, quanto a isso, algumas bancas costumam ser mais detalhadas do que outras.

Com tudo isso, a tarefa de ler o edital não é tão fácil quanto parece, pois se trata de um documento que é escrito com letras pequenas, em termos complicados, para explicar uma série de informações. Assim, interpretar um edital torna-se um verdadeiro desafio a qualquer concurseiro. Sendo assim, sabendo algumas estratégias para apreender todas as informações necessárias facilita o candidato a ter experiência em interpretar os editais e tornar essa prática cada vez mais fácil.

Portanto, uma das principais dicas é separar em tópicos as informações que são as mais importantes, as que o candidato mais precisa saber. Porém, de qualquer maneira, é preciso ler todo o edital sempre para evitar possíveis surpresas ou demais informações que podem estar ali mas são esquecidas e que poderão causar dor de cabeça no futuro.

Para iniciar a leitura, prepare os tópicos que serão mais importantes de saber:

- Detalhes do cargo, como: órgão, remuneração, benefícios, local de trabalho, características e atribuições da função, etc. Também é necessário saber se há leis ou orientações específicas quanto à regência da carreira no cargo pretendido.

- Requisitos para o cargo desejado, isto é, o que é preciso ter para concorrer a determinada vaga. Exemplo: escolaridade exigida, idade, documentos, etc.

- Cronograma do concurso: é essencial saber todas as datas previstas durante o processo, como prazo de inscrição (e o meio de realizá-la, se de forma online ou presencial), data e horário das etapas (provas, testes, etc), além dos locais para a aplicação das mesmas, e prazos para recursos. Também, o candidato deve procurar saber como serão compostas as avaliações do processo, com etapas e datas.

- Saiba as disciplinas que são pedidas no edital e os conteúdos programáticos requeridos para cada uma delas. Além disso, é preciso saber a pontuação e o peso de cada disciplina. Assim, o candidato terá um guia do que ele precisará estudar e para quais disciplinas deverá dar mais atenção devido ao nível de importância.

Confira também: Estatutário e CLT: diferença, benefícios e desvantagens de cada regime

Organizadora

Além de relacionar todas as informações pertinentes ao candidato no decorrer da sua participação em concursos, é de suma importância que ele conheça a banca organizadora que irá coordenar o processo.

A banca organizadora é a empresa responsável pela composição do edital, pela elaboração das provas e o estilo que elas terão, além de realizar as correções e classificações. Com isso, o estilo de cada concurso público segue o estilo da banca organizadora em questão, determinando fatores importantes na hora de se preparar para as avaliações.

Conhecendo a banca organizadora, por exemplo, o candidato pode se antecipar aos estudos quanto a um determinado concurso que não tenha seu edital ainda divulgado. Isso porque as bancas costumam pedir os mesmos conteúdos programáticos em concursos para um mesmo cargo, principalmente quanto aos conhecimentos gerais. Além disso, conhecer o estilo de composição das avaliações da banca faz com que o candidato esteja atento quanto aos macetes e "pegadinhas" que porventura a empresa organizadora possa empregar na composição das questões.

Portanto, o candidato que deseja participar de determinados concursos deve verificar as bancas organizadoras dos mesmos, conhecer seus estilos, realizar provas anteriormente feitas pela empresa, verificar os conteúdos mais pedidos e estar atento quanto ao estilo e estratégias de avaliação.

As principais bancas organizadoras do país atualmente são: Cespe/UnB, Cesgranrio, Fundação Carlos Chagas, Esaf e Fundação Getúlio Vargas, responsáveis pelos maiores e mais concorridos concursos públicos no país.

Confira: Como estudar para a banca Cespe

Preenchimento das vagas, como ocorre?

A nomeação dos candidatos aprovados nos concursos seguem as características de cada órgão, mas sempre as convocações são feitas seguindo ordem de classificação dos cargos, determinada pela soma das notas de todas as etapas das avaliações.

As nomeações são realizadas através de convocação por meio de edital específico, determinando local onde os candidatos devem comparecer para realização de exames médicos e apresentação de documentos, titulação e demais requisitos que sejam requeridos para a investidura do cargo.

O período para as nomeações segue o prazo de validade do concurso público, que pode variar de 3 meses a 2 anos, dependendo da necessidade da instituição. O prazo de validade de um concurso público é especificado no edital, contendo a duração e se há possibilidade de prorrogação dessa validade.

Assim, durante esse período, as convocações dos candidatos vão sendo realizadas de acordo com a ordem classificatória. Também, ocorre da nomeação de candidatos subsequentes ao número estipulado de vagas, pois o órgão responsável pelo concurso pode determinar a seleção de candidatos para formação de cadastro de reserva. Esses aprovados ficam à mercê das necessidades das empresas, e podem ser chamados a qualquer momento durante o período de validade do concurso.

Quando o órgão tiver realizado todas as nomeações, ou tiver esgotado o seu prazo de validade, é momento de realizar um novo concurso público.

Estágio probatório - como funciona?

O estágio probatório é um período em que o candidato aprovado e alocado em seu cargo de modo efetivo (permanente) é submetido a um processo de avaliação. Neste período, são apuradas a aptidão e a capacidade do candidato para o desempenho do cargo, avaliando se suas características são condizentes com as exigências da função. Entre os atributos avaliados, estão: assiduidade, disciplina, pontualidade, responsabilidade, produtividade, iniciativa, entre outros.

Ao finalizar o período de estágio probatório, que passou a ter duração de 3 anos de acordo com a Emenda Constitucional nº 19, o candidato alcança a sua estabilidade no emprego, não podendo ser exonerado do cargo, exceto por atos infracionais graves.

Os concursos públicos são o meio mais democrático para ingressar no serviço público. A aprovação de um candidato depende, na maioria das vezes, da sua força de vontade e do seu preparo para concorrer aos cargos. Concursos não levam em conta classe social, currículo e, geralmente, não exigem experiência profissional (salvo algumas exceções específicas) e avalia somente as capacidades do candidato quanto às suas aptidões psicológicas, práticas e físicas, dependendo do cargo, para exercer a função.

Portanto, para quem quer conseguir uma tão sonhada vaga na carreira pública, vale a pena ter dedicação e estar preparado de forma completa, aproveitando todas as dicas acima, e garantir vantagem perante a concorrência.

Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
ACHE SEU CONCURSO
Quer encontrar um concurso público específico?

Nossa busca vai te ajudar a encontrá-lo, basta você preencher alguns campos e pronto.

Buscar concursos
Últimas notícias
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais