Dicas de português para concursos: Preposição

Seguindo o estudo das 10 classes gramaticas, é chegada a hora de entender a preposição de uma vez por todas. Veja sua função, formas, relação semântica, locução prepositiva e dicas para provas.

Por Lucas Fischer

De forma simples, a função de uma preposição é ligar uma palavra a outra, dentro de uma mesma frase/oração, onde se estabelece uma relação entre elas, dando coesão e concordância ao texto. Da forma mais formal, é uma palavra invariável que une dois termos de uma mesma oração e por isso acaba subordinando um ao outro, onde geralmente o segundo termo subordina o primeiro.

A relação que se estabelece é entre a palavra regente (subordinante) a palavra regida (subordinada). Vejamos um exemplo básico:

  • - Nós comparecemos ao evento.

No caso, ao usar a palavra "comparecemos" (termo regente/subordinante) rege a preposição "ao", pois, precisa dizer onde se compareceu para ter sentido a frase. Portanto, quem comparece deve comparecer a/em algo, entrando em cena então a palavra "evento" (termo regido/subordinado), tornando completo o raciocínio. Veja:

  • - Quem compareceu? Nós
  • - Onde compareceram? ao evento/ no evento/ num evento (note as diferentes preposições possíveis neste caso)

Outra forma simples de se explicar é que o verbo comparecer realiza a ação, logo, alguém precisa sofrer esta ação, aí entra o substantivo "evento" e quem faz a ligação entre quem realiza a ação e quem sofre a ação geralmente é uma preposição.

Preposição essencial/acidental

A preposição dá coesão ao texto, portanto, tem valor semântico imprescritível para compreensão textual, unindo o emaranhado de palavras. Há dois tipos principais de preposição, confira:

1) Essenciais: São aquelas que atuam sempre como preposição.
Ex.: até, com, contra, de, desde, em, entre, para, per, perante, por, sem, sob, sobre, a (existe o a preposição também conforme visto acima e não apenas o artigo), ante, após, ...

2) Acidentais: Tem também aquelas que ocasionalmente são preposição.
Ex.: conforme, exceto, durante, contudo, mediante, salvo, menos, afora, consoante...
As preposições essenciais tendem a ser palavras pequenas, no geral, ao contrário das acidentais que vão no caminho inverso.

Emprego das preposições: Formas combinadas e contraídas

As preposições são palavras invariáveis, mas é comum se unirem a outras palavras para estabelecer concordância de gênero e número:

Ex.: de + a= da/de + o= do

Essa junção é para adequar a concordância entre as palavras que a preposição une e pode ocorrer de duas formas distintas:

- Combinação: É quando as preposições que se unem não sofrem alterações.

  • Exemplo: a+o = ao/a+onde = aonde

- Contração: é quando ao menos uma preposição sofre alteração

  • Exemplos: de+o = do/de+a = da
    em+o = no/em+uma = numa / em+um = num
    por+o= pelo/por+a = pela
    Preposição + pronomes
    de+ele = dele/de+esse = desse/de+aquele = daquele/de+isto = disto...
    em+este = neste/ em+isso=nisso/ a+aquilo = naquilo...

Relação semântica das preposições

São muitas as relações semânticas (relações de sentido), no caso das preposições com outras classes gramaticais. Veja as principais:

Finalidade: Estudar para passar/ vir em direção
Origem: veio de Manaus morava no campo/ produzido na Europa.
Destino: Ir até o Alagoas/ Morar em Maceió
Instrumento: Escrito à pena/ cortar-se com a faca.
Assunto: Discutimos sobre política
Oposição: É clássico, Real contra o Barça!
Lugar: Está sob a cama/ ver de perto
Matéria: Móvel de vime/ copo de plástico
Posse: Vaga da Luiza/ Meias do João
Preço: Tênis de cem reais

Causa: Morreu de acidente, jogava por diversão.
Limite: Corria até suar, daqui até a fronteira.
Conteúdo: Bolo com brigadeiro/ Copo com leite (não é correto dizer copo de leite)
Autoria: Quadro de Picasso/ Gol do Pelé.

Enfim, são diversas as relações possíveis e são bastante cobradas em provas, não decoradas, mas compreendidas. Costumam colocar alternativas pra você indicar a correta ou a errada, perguntando qual o tipo de relação estabelecida.

Locuções prepositivas

Aqui entramos em um conceito distinto que é o conceito de locução, pois, existe também a locução prepositiva. Locução é um conjunto/grupo de palavras (2 ou mais palavras) com o valor de uma.

- Existe locução verbal, que são 2 ou mais palavras com valor de verbo.
- Existe locução adjetiva, que são 2 ou mais palavras com valor de adjetivo.
- Existe locução adverbial, que são 2 ou mais palavras com valor de advérbio.
- E também, existe a Locução prepositiva, que são 2 ou mais palavras com valor de preposição.

Alguns exemplos são: abaixo de, acerca de, acima de, ao lado de, a respeito de, de acordo com, em cima de, embaixo de, em frente a, ao redor de, graças a, junto a, perto de, por causa de, por cima de, por trás de...

A locução prepositiva possui uma regrinha utilizada por muitos para decorá-la, pois ela geralmente termina com "COMADE". Como assim? Ela geralmente possui as terminações "com", "a" e "de".

Dicas finais

Uma dica importante é que apesar de muito comum, na forma da linguagem culta nunca se deve usar a forma contraída "da" (preposição de + artigo definido a) antes de um sujeito ou termo com função de sujeito. Veja o exemplo:

Ex.: está na hora "da" onça beber água. O correto é que está na forma de a onça beber água.
Estranho né? Uma forma simples de você compreender é a seguinte. Ao se perguntar, "está na hora de quem beber água?" A única resposta correta é "a onça" e não apenas "onça".

Ex.2: O fato da família estar avisada me deixa mais tranquilo. Neste caso também o correto seria o fato de a família estar avisada. Ao perguntar-se, quem foi avisado? A resposta é "a família e não apenas família". Da mesma forma, ao se perguntar, "qual o fato te deixa tranquilo?" a resposta correta seria "a família estar avisada".

Isso vale sempre para termos no infinitivo, aonde a preposição precede o sujeito da frase. Lembrando que o artigo "a" antes do verbo no infinitivo (a passear, a construir, a meditar...) é sempre preposição e não artigo.

Para as contrações dele e dela por exemplo não se altera, veja:

  • Ex. O fato dele ser o motorista me tranquiliza. Quem é o motorista? a resposta pode ser simplesmente ele.
  • Ex.2: O amor dela me aquece. O amor de quem? Dela.
  • Ex. 3: o parecer do juiz é favorável. O parecer de quem? Do juiz.

O exemplo 3 apenas de ser similar ao outro modelo se encaixa neste caso. Por isso, a melhor forma de saber o correto é se fazendo a pergunta conforme exemplos.

Espero que tenham gostado e entendido tudo sobre preposição.

- Veja outras dicas de estudo para sua preparação!

Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
Governo autoriza 1.481 vagas no IBAMANível: Médio, Superior07/07/2020844R$ 5.225,00
Concurso IBAMA 2020: Sai edital para Brigadistas temporáriosNível: Médio, Superior07/07/2020844R$ 5.225,00
IBAMA divulga localidades das 1.481 vagas autorizadasNível: Médio, Superior07/07/2020844R$ 5.225,00
Exército abre seleção para Sargento e Oficial temporário na 3ª RM que fica no RSNível: Médio, Superior10/07/2020Cadastro ReservaR$ 7.315,00
Comentários
Carregar comentários