22/01/2021
01/04/2021
23/05/2021
R$ 23.692,74
1.500
25/05/2021

Anexos

Atenção, candidato! Saiu nesta terça-feira de 29 de junho o resultado final da prova discursiva do grande concurso da Polícia Federal. A seleção aberta para 1.500 vagas em 4 carreiras de nível superior teve avaliações aplicadas no dia 23 de maio em todas as capitais. Os resultados das provas objetivas haviam sido divulgados no dia 11 de junho.

Os novos resultados foram publicados no Diário Oficial da União desta terça-feira e a lista de notas pode ser conferida aqui no Ache Concursos - veja os resultados do concurso PF.

O Cebraspe informou que o concurso teve 321.615 inscritos para as 1.500 vagas, sendo 222.631 para o cargo de Agente, que oferta mais vagas (893); além de 53.611 para Escrivão (400), 27.752 para Delegado (123 vagas) e 17.622 para Papiloscopista (84 vagas).

O concurso tem 1.500 vagas, mas poderá convocar ainda 500 aprovados excedentes, como aconteceu no último concurso do órgão. O concurso está a cargo do Cebraspe - veja o edital PF 2021.

A nova seleção será apenas para a área policial. Quanto a área administrativa, que teve sua última seleção realizada há 7 anos, lá em 2013, um novo edital pode sair em breve.

Vagas do concurso da Polícia Federal

São 1.500 vagas abertas em 4 carreiras, sendo:

  • 123 cargos de Delegado de Polícia Federal;
  • 400 cargos de Escrivão de Polícia Federal;
  • 84 cargos de Papiloscopista Policial Federal; e
  • 893 cargos de Agente de Polícia Federal.

Prepare-se: Curso online direcionado para concurso da Polícia Federal

A exigência para concorrer nos cargos de Agente de Polícia Federal, Escrivão da Polícia Federal e Papiloscopista é ter graduação em qualquer area de nível superior. O salário inicial para os cargos é de R$ 12.441,26.

Já para Delegado o requisito é ter formação superior em Direito e três anos de atividade jurídica ou policial. O salário é de R$ 23.692,74, por jornada de trabalho de 40 horas por semana. O plano de carreira fixa ainda os seguintes rendimentos:

  • Delegado - Inicial de R$ 23.692,74 e final de R$ 30.936,91;
  • Agente, Escrivão e Papiloscopista - Inicial de R$ 12.441,26 e final de R$ 18.651,79.

Segundo informações da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) o órgão possui um déficit de cerca de 4.500 servidores. O último certame para o provimento de cargos na PF ocorreu em 2018 e mesmo assim a instituição permaneceu com necessidade de pessoal em vários estados.

O edital cita ainda que para a escolha de lotação, serão disponibilizadas vagas preferencialmente nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins e em unidades de fronteira.

Inscrições no concurso PF

Os candidatos puderam fazer a inscrição até as 18h do dia 11 de fevereiro de 2021, somente pela internet, no site do Cebraspe - www.cebraspe.org.br/concursos/pf_21. Já quem concorre às vagas para pessoas com deficiência poderá agora se inscrever até dia 1º de abril.

A taxa de inscrição teve valor de R$ 250,00 para o cargo de Delegado e R$ 180,00 para os demais cargos. O boleto pôde ser pago em qualquer agência bancária.

Etapas do concurso PF

A seleção dos candidatos terá várias etapas, envolvendo:

  • Prova objetiva, para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Prova discursiva, para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Exame de aptidão física, para todos os cargos, de caráter eliminatório;
  • Avaliação médica, para todos os cargos, de caráter eliminatório;
  • Prova oral, somente para o cargo de Delegado de Polícia Federal, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Prova prática de digitação, somente para o cargo de Escrivão de Polícia Federal, de caráter eliminatório;
  • Avaliação de títulos, apenas para o cargo de Delegado de Polícia Federal, de caráter classificatório;
  • Investigação Social, de caráter unicamente eliminatório;
  • Avaliação psicológica, para todos os cargos, sem caráter eliminatório.
  • Curso de formação profissional, de caráter eliminatório de responsabilidade da Academia Nacional de Polícia, a ser realizado no Distrito Federal, podendo ser desenvolvidas atividades, a critério da Administração, em qualquer unidade da Federação.

A prova objetiva e a prova discursiva serão realizadas agora na data prevista de 23 de maio de 2021, em todas as capitais e no Distrito Federal. A confirmação da data e as informações sobre local e horário serão divulgadas no dia 18 de maio no endereço eletrônico do concurso.

Já os gabaritos preliminares serão divulgados a partir das 19 horas do dia 25 de maio e os gabaritos definitivos sairão em data ainda a ser informada.

A prova escrita objetiva será composta por 120 questões do tipo certo e errado, apenas duas alternativas, onde cada acerto soma um ponto e cada erro desconta um ponto na nota final. Veja a distribuição dos conteúdos em cada cargo:

Delegado

  • Direito administrativo
  • Direito constitucional
  • Direito civil
  • Direito processual civil
  • Direito empresarial
  • Direito penal
  • Direito internacional público e cooperação internacional
  • Direito processual penal
  • Criminologia
  • Direito previdenciário
  • Direito financeiro e tributário

Para Agente, Papiloscopista e Escrivão a prova objetiva está dividida em três blocos, sendo:

Bloco I - Língua portuguesa, noções de direito administrativo, noções de direito constitucional, noções de Direito Penal e Direito processual penal, legislação especial, estatística e raciocínio lógico;

Bloco II - Informática;

Bloco III - Contabilidade geral para todos, Arquivologia para Escrivão e Biologia, Física e Química para Papiloscopista.

Da Prova Discursiva

Para o cargo de Delegado de Polícia Federal, a prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, abordará Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Penal e Direito Processual Penal, constantes do item 24 deste edital, terá valor máximo de 24 pontos e será composta de duas partes:

  • três questões dissertativas, de até 30 linhas cada, com valor máximo de 4,00 pontos cada uma;
  • elaboração de uma peça profissional, de até 90 linhas, com valor máximo de 12,00 pontos;

Já para os cargos de Agente de Polícia Federal, Escrivão de Polícia Federal e Papiloscopista Policial Federal, a prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, valerá 13,00 pontos e consistirá da redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, com base em tema formulado pela banca examinadora.

Prova prática para Escrivão

A prova prática de digitação terá duração de 10 minutos, valerá 10 pontos e consistirá de digitação de um texto predefinido de aproximadamente dois mil caracteres, em computador compatível com IBM/PC. O candidato deverá estar apto a digitar em qualquer tipo de teclado.

A nota obtida na prova prática de digitação não será somada às notas obtidas nas demais fases do concurso público, não sendo considerada para fins de composição da nota final da primeira etapa do concurso público.

Prova oral

Apenas o cargo de Delegado terá a fase de prova oral. Ela terá caráter eliminatório e classificatório, com duração de 20 minutos em que o candidato deverá ler e responder às perguntas que lhe forem entregues por escrito, bem como responder às arguições da banca examinadora.

Sobre o exame de aptidão física

O exame de aptidão física terá quatro testes. Veja:

  • Teste em barra fixa, permanência de 15 (quinze) segundos em suspensão;
  • Teste de impulsão horizontal, sendo 1,70 metro para homens e 1,30 metro para mulheres;
  • Teste de natação (50 metros) em nado livre, qualquer estilo, sendo 56 segundos para homens e 64 segundos para mulheres;
  • Teste de corrida de 12 minutos, sendo 2.000 metros para homens e 1.600 metros para mulheres;

Investigação social

A investigação social, será realizada pela Polícia Federal e visa avaliar o procedimento irrepreensível e a idoneidade moral inatacável dos candidatos nos concursos públicos para provimento de cargos policiais.

Do Curso de Formação

O Curso de Formação Profissional será realizado pela Academia Nacional de Polícia, no Distrito Federal, exigindo-se do aluno tempo integral, com frequência obrigatória e dedicação exclusiva, podendo ser desenvolvidas atividades, a critério da Administração, em qualquer Unidade da Federação.

Ocorrendo a ampliação da capacidade da Academia Nacional de Polícia para matricular e formar alunos do decorrer do concurso público, poderá ser realizada apenas uma turma do Curso de Formação Profissional de Agente de Polícia Federal, ainda no período de 2021.

O candidato que estiver frequentando o Curso de Formação Profissional não poderá participar de outras atividades presenciais e concomitantes, como graduação, especialização, mestrado, doutorado, curso de idiomas, entre outras, no período das 7 horas e 30 minutos de segunda-feira às 18 horas de sábado.

Durante o Curso de Formação Profissional, o aluno regularmente matriculado dentro do número de vagas previsto neste edital fará jus a auxílio financeiro, na forma da legislação vigente, no valor de 50% do subsídio da classe inicial do cargo.

- veja o edital do concurso PF 2021

Concurso PF: cargos da área administrativa

O requisito para ingressar no cargo de Agente Administrativo é ter apenas nível médio completo. A remuneração do cargo é de R$ 2.279,16 além da gratificação de desempenho de atividade de apoio técnico-administrativo de R$ 2.467,00, totalizando R$ 4.746,16 mensais, mais o auxílio alimentação de R$ 458,00.

Já para nível superior, as vagas deverão envolver os cargos de Médico (62), Psicólogo (09), Administrador (18), Arquivista (08), Assistente Social (14), Contador (09), Enfermeiro (02) e Farmacêutico (01). Para todos os cargos, com exceção de médico, a remuneração é de R$ 5.776,47 (R$ 2.402,74 de vencimento básico e com R$ 3.374,00 de gratificação de atividade de apoio técnico-administrativo). Para os cargos de Médico, a remuneração inicial é de R$ 7.841,95 (salário básico de R$ 4.804,95 e gratificação de R$ 3.037).

O último edital que abriu vagas para Agente Administrativo na PF saiu em 2013 com 566 vagas. Na época as vagas foram destinadas para os Estados do Acre (22 vagas), Alagoas (14 vagas), Amazonas (29 vagas), Amapá (25 vagas), Bahia (48 vagas), Ceará (32 vagas), Distrito Federal (548 vagas), Espírito Santo (32 vagas), Goiás (25 vagas), Maranhão (38 vagas), Minas Gerais (48 vagas), Mato Grosso do Sul (47 vagas), Mato Grosso (38 vagas), Pará (45 vagas), Paraíba (09 vagas), Pernambuco (35 vagas), Piauí (14 vagas), Paraná (48 vagas), Rio de Janeiro (58 vagas), Rio Grande do Norte (29 vagas), Rondônia (32 vagas), Roraima (25 vagas), Rio Grande do Sul (50 vagas), Santa Catarina (29 vagas), Sergipe (18 vagas), São Paulo (70 vagas) e Tocantins (22 vagas). Mais de 320 mil candidatos se inscreveram.

A banca organizadora foi o Cespe, hoje Cebraspe, e a prova objetiva contou também (da mesma forma que na carreira policial) com 120 questões para todos os cargos, sendo 50 sobre conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos do tipo Certo e Errado.

O cargo de Agente Administrativo teve apenas a etapa de prova objetiva para classificação dos inscritos; já para os cargos de nível superior houve ainda a aplicação de uma prova discursiva - redação de texto dissertativo.

As provas objetivas e a prova discursiva para os candidatos de nível superior foram realizadas somente em Brasília/DF. Já as provas objetivas para Agente Administrativo ocorreram nas 26 capitais e no Distrito Federal.

Anexos