Em breve
Em breve
R$ 23.692,74
2.000

Grande notícia concurseiro! A Polícia Federal terá um novo concurso aberto nos próximos meses. A informação foi divulgada pelo Ministro da Justiça, André Mendonça, em entrevista concedida à Rádio Jovem Pan na sexta-feira de 31 de julho. Segundo o Ministro, o novo concurso PF terá cerca de 2.000 vagas.

A nova seleção deverá abranger a área policial e também a área administrativa, que teve sua última seleção realizada há 7 anos, em 2013. O cargo de Agente Administrativo deverá ser o mais procurado pelos candidatos. O ministro, no entanto, não adiantou a distribuição das vagas e os cargos que serão contemplados no novo edital.

A partir de uma reunião que tivemos nesta semana, eu, Presidente da República e o Ministro da Economia Paulo Guedes, nós estamos preparando os trâmites internos para abrirmos um concurso com cerca de 2 mil vagas para a Polícia Federal. Nós vamos ter o maior efetivo da história da Polícia Federal para combate ao crime organizado, com foco nas regiões de fronteira e na região da Amazônia" disse o Ministro.

Veja o trecho em que o Ministro fala sobre o novo concurso:

Edital do novo concurso da PF deve ficar para 2021

Mesmo com o anúncio do novo concurso, dificilmente o edital deverá sair até o final de 2020, devendo ficar mesmo para o primeiro trimestre de 2021. Os trâmites internos são demorados para abrir um concurso desse porte, tanto pela questão do levantamento de cargos/vagas nas várias regiões do país, quanto pela formulação do edital e a contratação da banca organizadora.

Ainda não há confirmação do quantitativo de vagas por cargo, mas as carreiras contempladas do novo concurso da PF devem ser:

Carreira Policial

  • Delegado de Polícia Federal
  • Agente de Polícia Federal
  • Escrivão de Polícia Federal
  • Papiloscopista Policial Federal

Carreira Administrativa

  • Agente Administrativo
  • Médico
  • Psicólogo
  • Administrador
  • Assistente Social
  • Contador
  • Enfermeiro
  • Farmacêutico

A exigência para concorrer no cargo de Agente de Polícia Federal é ter graduação em qualquer area de nível superior. Já para o cargo de Agente Administrativo do Plano Especial de Cargos da PF a exigência é de nível médio completo. O salário inicial para o cargo de Agente Administrativo é de R$ 4.710,76 e para Agente de Polícia Federal de R$ 12.441,26.

Confira abaixo as remunerações dos cargos de Delegado, Perito, Agente, Escrivão, Papiloscopista e Agente Administrativo da PF:

  • Delegado e Perito - Inicial de R$ 23.692,74 e final de R$ 30.936,91;
  • Agente, Escrivão e Papiloscopista - Inicial de R$ 12.441,26 e final de R$ 18.651,79
  • Agente Administrativo - Inicial de R$ 4.746,16 e final de R$ 5.298,82

Segundo informações da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) o órgão possui um deficit de cerca de 4.500 servidores. O último certame para o provimento de cargos na PF ocorreu em 2018 e mesmo assim a instituição permaneceu com necessidade de pessoal em vários estados.

Polícia Federal pediu concurso para 3 mil vagas em 2019

A Polícia Federal confirmou que já havia solicitado ao Ministério da Economia o aval orçamentário para realização de um novo concurso público no início de 2020 com cerca de 3.460 vagas. O pedido foi enviado no dia 30 de maio de 2019 e não teve aval do Ministério na ocasião.

Do quantitativo de vagas solicitadas, 357 eram para postos da área administrativa. O preenchimento de cargos seria para o período compreendido entre 2020 e 2022. Na área administrativa, 234 seriam para candidatos de ensino médio e 123 para nível superior com remunerações iniciais de R$ 4.746,16 a R$ 7.847,95.

Concurso Polícia Federal: Cargos da área policial

O último edital de concurso para a carreira policial da PF ocorreu em 2018 e teve 500 vagas para os seguintes cargos:

  • - Delegado de Polícia Federal: exige diploma de bacharel em Direito e três anos de atividade jurídica ou policial. O salário inicial é de R$ 23.692,74.
  • - Perito Criminal Federal: exige curso superior em nível de graduação em Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Engenharia de Telecomunicações, Engenharia de Redes de Comunicação, Análise de Sistemas, Ciências da Computação, Engenharia da Computação, Engenharia de Redes de Comunicação, Informática, Engenharia Agronômica, Geologia, Engenharia Química, Química Industrial, Química, Engenharia Civil, Engenharia Florestal ou Medicina, e Carteira Nacional de Habilitação em categoria "B". A remuneração é de R$ 23.692,74.
  • - Agente de Polícia Federal: exige diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em qualquer área de formação; vencimentos de R$ 12.441,26.
  • - Escrivão de Polícia Federal: exige ensino superior em qualquer área de formação e tem salário de R$ 12.441,26.
  • - Papiloscopista Policial Federal, pede curso superior em nível de graduação em qualquer área e tem salário de R$ 12.441,26.

A seleção envolveu várias etapas de avaliação, sendo (conforme o último concurso):

  • - Prova objetiva;
  • - Prova discursiva;
  • - Exame de aptidão física;
  • - Prova oral, somente para o cargo de Delegado;
  • - Prova prática de digitação, somente para o cargo de Escrivão;
  • - Avaliação médica;
  • - Avaliação psicológica;
  • - Avaliação de títulos, somente para os cargos de Delegado e Perito;
  • - Curso de Formação Profissional de caráter eliminatório.

As provas objetivas foram do tipo certo e errado e tiveram 120 questões, realizadas em todas as capitais e no Distrito Federal.

Para Delegado, a prova objetiva teve 120 questões sobre conteúdos de Direito Penal, Direito Processual Penal, Criminologia, Direito Previdenciário e Direito Financeiro e Tributário, Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Empresarial, Direito Internacional Público e Cooperação Internacional.

Para Perito Criminal foram 120 questões de Informática, Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos.

Para Agente de Polícia Federal as 120 questões eram sobre Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática e Contabilidade Geral.

Para Escrivão de Polícia foram 120 sobre Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática, Contabilidade Geral e Arquivologia.

E para Papiloscopista as 120 questões versaram sobre Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática, Arquivologia, Biologia, Física e Química.

Veja mais do último concurso PF para a carreira policial:

Total de Vagas

500

Início inscrições

19/06/2018

Fim Inscrições

13/08/2018

Salários até

R$ 22.672,48

Concurso PF: cargos da área administrativa

O requisito para ingressar no cargo de Agente Administrativo é ter apenas nível médio completo. A remuneração do cargo é de R$ 2.279,16 além da gratificação de desempenho de atividade de apoio técnico-administrativo de R$ 2.467,00, totalizando R$ 4.746,16 mensais, mais o auxílio alimentação de R$ 458,00.

Já para nível superior, as vagas deverão envolver os cargos de Médico (62), Psicólogo (09), Administrador (18), Arquivista (08), Assistente Social (14), Contador (09), Enfermeiro (02) e Farmacêutico (01). Para todos os cargos, com exceção de médico, a remuneração é de R$ 5.776,47 (R$ 2.402,74 de vencimento básico e com R$ 3.374,00 de gratificação de atividade de apoio técnico-administrativo). Para os cargos de Médico, a remuneração inicial é de R$ 7.841,95 (salário básico de R$ 4.804,95 e gratificação de R$ 3.037).

O último edital que abriu vagas para Agente Administrativo na PF saiu em 2013 com 566 vagas. Na época as vagas foram destinadas para os Estados do Acre (22 vagas), Alagoas (14 vagas), Amazonas (29 vagas), Amapá (25 vagas), Bahia (48 vagas), Ceará (32 vagas), Distrito Federal (548 vagas), Espírito Santo (32 vagas), Goiás (25 vagas), Maranhão (38 vagas), Minas Gerais (48 vagas), Mato Grosso do Sul (47 vagas), Mato Grosso (38 vagas), Pará (45 vagas), Paraíba (09 vagas), Pernambuco (35 vagas), Piauí (14 vagas), Paraná (48 vagas), Rio de Janeiro (58 vagas), Rio Grande do Norte (29 vagas), Rondônia (32 vagas), Roraima (25 vagas), Rio Grande do Sul (50 vagas), Santa Catarina (29 vagas), Sergipe (18 vagas), São Paulo (70 vagas) e Tocantins (22 vagas). Mais de 320 mil candidatos se inscreveram.

A banca organizadora foi o Cespe, hoje Cebraspe, e a prova objetiva contou também (da mesma forma que na carreira policial) com 120 questões para todos os cargos, sendo 50 sobre conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos do tipo Certo e Errado.

O cargo de Agente Administrativo teve apenas a etapa de prova objetiva para classificação dos inscritos; já para os cargos de nível superior houve ainda a aplicação de uma prova discursiva - redação de texto dissertativo.

As provas objetivas e a prova discursiva para os candidatos de nível superior foram realizadas somente em Brasília/DF. Já as provas objetivas para Agente Administrativo ocorreram nas 26 capitais e no Distrito Federal. Veja o último edital lançado pela Polícia Federal para concurso na área administrativa.

Total de Vagas

566

Início inscrições

01/12/2013

Fim Inscrições

23/12/2013

Salários até

R$ 5.081,18