Concurso Senado Federal 2017: atualização mostra 1.050 cargos vagos

Com edital previsto para o segundo semestre, quadro do Senado Federal já tem déficit superior a mil servidores, o que pressiona por um novo concurso em 2017. A validade da última seleção já expirou.

Por: Adriano G. Maas
0
0 share
0 tweets
0 share

Com edital previsto para este ano, números divulgados mostram um aumento de vagas ociosas no Senado Federal. A publicação datada de 12 de janeiro, apresenta o alto déficit no quadro de servidores, principalmente no cargo de Técnico Legislativo, que exige nível médio. De acordo com documentos disponibilizados pelo órgão no Portal da Transparência, são 1.059 cargos em vacância no quadro de cargos efetivos, sendo 578 apenas na carreira de Técnico.

Concurso Senado Federal 2016Além da falta de pessoal, outro fator também pode ser decisivo para a organização de um novo seletivo: a validade do último certame, que aconteceu em 2012 e expirou em julho 2015. Desde então a demanda de trabalho tem crescido e não tem sido acompanhada pelo ingresso de novos servidores. Também enfrentam falta de profissionais as funções de Analista Legislativo Nível III, que conta com 443 vagas em diversas especialidades; e Consultor Legislativo com 35 vagas. Confira o quadro de cargos vagos no Senado.

Outra boa notícia é que o Plenário da Casa aprovou o Projeto de Lei (PLS) 553/2015, que altera as Tabelas de Vencimentos Básicos dos Servidores do Quadro de Pessoal, concedendo reajuste de 21,3% sobre os vencimentos iniciais dos servidores. Os aumentos se darão através de 4 parcelas, num prazo que se iniciou em janeiro de 2016 e finaliza no início de 2019.

A remuneração inicial do cargo de Analista Legislativo, por exemplo, atualmente é de R$ 21.416,62 e a de Técnico Legislativo é fixada em R$ 16.083,46. Além disso, os empossados ainda recebem Auxílio-Alimentação de R$ 924,16.

Em 2012, quando o órgão realizou concurso, também havia um número alto de cargos vagos na instituição, para tanto, foram oferecidas 246 vagas para cargos de nível médio e superior. Porém, durante o prazo de validade do concurso, houveram mais nomeações devido a aposentadorias e exonerações de servidores. No total, segundo o Portal de Transparência do Senado, 611 candidatos foram convocados para posse e 593 destes tomaram posse, sendo 91 Consultores, 314 Analistas, 139 Técnicos e 67 Policiais Legislativos.

A seleção teve como organizadora a Fundação Getúlio Vargas - FGV e contou com 157.939 inscritos, avaliados por etapas de prova objetiva, prova discursiva, prova de aptidão física, avaliação psicológica; investigação social documental e curso de formação.

Foram 4 editais que oportunizaram vagas para Consultor Legislativo e Analista Legislativo que exigem formação de nível superior; Técnico Legislativo em especialidades de apoio e Técnico Legislativo na área de Polícia Legislativa, com exigência de nível médio e/ou técnico em algumas especialidades. As remunerações iniciais eram de R$ 23.826,57 para o cargo de Consultor, R$ 20.384,43 para Analistas e R$ 13.833,64 para Técnicos Legislativos.

Mesmo com a proposta de suspensão de novos concursos públicos anunciada pelo governo federal, o legislativo é independente e pode realizar seleções normalmente, assim como o Judiciário. A previsão é de que muitos cargos sejam preenchidos nesse novo concurso, pois o quantitativo de cargos vagos é alto, o que dificulta o andamento dos processos no Senado. Não perca tempo e comece já a sua preparação, pois este promete ser um concurso de muita procura e grande concorrência.

Avalie esta notícia

Nota:

(4.1/5.0)

Concursos Abertos

Busca avançada de concursos
Concursos Previstos Últimas Notícias
carregando...
FAÇA UM COMENTÁRIO
Faça um comentário sobre este assunto
Enviar