Concurso TJMA já tem comissão formada

por Jéssica Keroláine Imhoff

Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão (TJMA) define os membros responsáveis pela organização do próximo concurso do órgão para cargos de nível médio e superior. Próximo passo será a escolha da organizadora.

Abertura inscrições 05/08/2019 Data da prova 29/09/2019 Total de vagas 63
Encerra inscrições 28/08/2019 Gabaritos em 30/09/2019 Salários até R$ 8.230,35

O Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão formou a comissão que coordenará o novo concurso público do órgão em 2019 para provimento de cargos efetivos do Poder Judiciário do Estado. A previsão é da abertura inicial de 63 vagas imediatas, além do cadastro reserva.

A comissão do concurso será responsável pelos encaminhamentos necessários à realização do certame, bem como informar quais cargos serão abertos, tipos de prova, escolaridade exigida, quantidade de vagas, carga horária, atribuições dos cargos, salários e benefícios, entre outros. Fazem parte da comissão os seguintes membros: Presidente: Desembargador José Joaquim Figueredo dos Anjos; Membros Titulares: Desembargador Paulo Sérgio Velten Pereira e Desembargador José de Ribamar Castro; Membros Suplentes: Desembargadora Anildes de Jesus Bernardes Chaves Cruz, Desembargadora Maria das Graças de Castro Duarte Mendes e Desembargador Kleber Costa Carvalho; e como Secretária: servidora Diana dos Santos Teles.

Após concluídos os trabalhos da comissão, será apresentado o relatório detalhado das atividades desenvolvidas, assim será dado início ao processo de escolha da banca organizadora, responsável pela elaboração do edital com todas as normas do concurso. Assim que elaborado, o edital é enviado para que seja avaliado e aprovado pela comissão. Após a aprovação, o edital é publicado no site da organizadora e no Diário Oficial da Justiça do Estado e dá-se início à execução do certame. Ainda não há previsão para lançamento do edital.

Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão define banca organizadora do próximo concurso público.

Passo a passo do concurso TJMA

Em abril deste ano, o Desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos já havia anunciado o regulamento do novo concurso público que terá 63 cargos efetivos do Poder Judiciário do Estado. De acordo com o anúncio, as vagas serão para candidatos de níveis médio e superior.

Relacionado

    Atualmente, de acordo com dados atualizados no Portal da Transparência, existem 1.920 cargos vagos para as funções de Analista , Técnico e Oficial de Justiça.

    Para Analista Jurídico são 554 cargos vagos, para Técnico Judiciário outros 1.268, enquanto que o cargo de Oficial de Justiça tem 98 vacâncias.

    Para concorrer ao cargo de Analista e Oficial de Justiça é necessário ter nível superior, com o requisito de bacharel em Direito. Já o cargo de Técnico de Justiça tem requisito apenas de ensino médio completo.

    De acordo com o Portal da Transparência, o vencimento inicial do cargo de Oficial de Justiça é de R$ 6.883,85, podendo chegar aos R$ 9.917,43.

    Para Analista Judiciário o salário inicial é de R$ 8.230,35 e pode alcançar R$ 11.857,29.

    Já para Técnico Judiciário, o inicial é fixado em R$ 3.927,72 e pode alcançar R$ 5.658,59.

    Último em 2011

    O último concurso para servidores do TJ-MA ocorreu em 2011 e ofertou 58 vagas e cadastro reserva em cargos de todos os níveis de escolaridade. A organização do concurso esteve a cargo do Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul - IESES - veja o edital do TJ-MA de 2011

    Para nível superior as vagas abertas contemplaram o cargo de Analista Judiciário nas especialidades de Analista de Sistemas-Desenvolvimento, Assistente Social, Contador, Direito, Engenheiro Eletricista e Psicólogo.

    Com exigência de nível médio as chances foram para Técnico Judiciário nas áreas de apoio Técnico Administrativo, Contabilidade, Hardware Software, Técnico em edificações e Comissário de Justiça da Infância e Juventude.

    Já os candidatos de nível fundamental puderam tentar o cargo de Auxiliar Judiciário na área de apoio administrativo. Esse cargo foi extinto e não terá mais vagas em concursos.

    O concurso teve prova objetiva, discursiva, de digitação e de títulos, dependendo do cargo. A prova objetiva teve 100 questões para Analista Judiciário, 60 questões para Técnico Judiciário e Comissário de Justiça da Infância e Juventude e 50 questões para Auxiliar Judiciário.

    Compartilhe: