04/05/2020
02/06/2020
03/10/2021
R$ 18.280,05
400

Anexos

As provas do grande concurso público da Polícia Civil do Estado do Paraná (concurso PCPR) seriam aplicadas neste domingo, 21/02, na cidade de Curitiba e em cidades da região metropolitana da capital. Seriam, pois a organizadora, o Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná (UFPR) decidiu suspender as avaliações em cima da hora, na madrugada de sábado para domingo, prejudicando os milhares de candidatos que se deslocaram para fazer as avaliações.

Em nota, o governo do estado disse que a suspensão foi uma decisão 'unilateral, inaceitável e injustificável' por parte da banca. A escolha de mais cidades, além de Curitiba, foi justamente para evitar aglomerações nos locais de realização das provas do concurso que teve mais de 106 mil inscritos.

O que disse a UFPR

O adiamento se deu às 5h42 deste domingo, ou seja, pouco antes do início das avaliações, marcadas para às 13h30. Em nota, a UFPR disse que "a ausência de requisitos indispensáveis de segurança para a aplicação das provas do Concurso em todos os locais previstos na capital e nas cidades da Região Metropolitana de Curitiba/PR poderia colocar em risco a integridade das avaliações e o tratamento isonômico dos candidatos, bem como a saúde e a biossegurança de todos os envolvidos na realização. Assim, por cautela e com urgência, está suspensa a aplicação de todas as provas previstas para o dia 21 de fevereiro de 2021 e o seu adiamento para outra data a ser oportunamente informada".

O concurso abriu ainda em 2020 e já teve duas mudanças de data para aplicação das provas. O delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Silvio Jacob Rockembach, disse que o órgão não compactuou com a suspensão e irá tomar medidas contra a banca. "O sentimento da Polícia Civil é de total indignação. É inadmissível que mais de 100 mil candidatos sejam tratados e desrespeitados da forma como foram. É um prejuízo para o cofre público, mas vou dizer que, acima de tudo, é um desrespeito com o ser humano." disse ao portal G1.

O concurso tem 400 vagas abertas pelo edital nº 02/2020, divulgado no ano passado, para cargos de Delegado de Polícia, Investigador de Polícia e Papiloscopista. Das 400 vagas abertas, 40 serão reservadas aos candidatos afrodescendentes e 23 ficam para pessoas com deficiência, segundo lei específica estadual.

Além da prova objetiva que tem duração de 5 horas, o concurso terá prova de conhecimentos específicos (Discursiva) para todos os cargos, com aplicação para Investigador e Papiloscopista no mesmo dia da prova objetiva; e para Delegado em dia específico.

O concurso terá ainda outras etapas para os aprovados na etapa objetiva e discursiva, sendo:

  • Prova de Títulos, de caráter exclusivamente classificatório;
  • Prova de Higidez Física, de caráter eliminatório;
  • Prova de Aptidão Física, de caráter eliminatório;
  • Exame de Investigação de Conduta, de caráter eliminatório.

A organizadora iria divulgar o Gabarito Provisório oficial das questões objetivas aplicadas apenas por intermédio do seu endereço eletrônico - www.nc.ufpr.br já nesta segunda-feira, dia 22.

Caso alguma questão seja anulada, a pontuação será atribuída a todos os candidatos, independentemente de terem recorrido. Já se houver alteração do item de resposta, por força de impugnação do gabarito provisório, essa alteração valerá para todos os candidatos que assinalaram o item correto, também independentemente de terem entrado com recurso.

Cargos do concurso PC-PR

O concurso teve 400 vagas abertas para 3 cargos ainda no primeiro semestre de 2020, sendo:

  • 50 vagas para o cargo de Delegado de Polícia, que exige bacharelado em Direito e tem salário de R$ 18.280,05. As vagas serão destinadas ao interior do Estado, para provimento das Unidades Policiais situadas em municípios sedes e não sedes de comarca, obedecendo ao critério de vacância, e de acordo com as necessidades do Departamento da Polícia Civil do Paraná, no momento da lotação. Quem ingressar no cargo, deverá permanecer por 3 anos na cidade da primeira lotação.
  • 300 vagas na função de Investigador de Polícia, cargo que exige curso superior completo em qualquer área de conhecimento e tem salário inicial de R$ 5.588,05. São 50 vagas para Curitiba, 70 vagas para região metropolitana de Curitiba e mais 180 para cidades do interior do estado.
  • 50 vagas são para o cargo de Papiloscopista, sendo 10 vagas para Curitiba, 10 para região metropolitana de Curitiba e 30 para o interior. A função exige também curso superior completo em qualquer área de conhecimento e o salário inicial é de R$ 5.867,45.

Anexos