22/01/2021
01/04/2021
23/05/2021
R$ 23.692,74
1.500
25/05/2021

Anexos

Já podem ser consultados os resultados oficiais do concurso da PF. As provas objetivas para 1.500 vagas foram aplicadas no dia 23 de maio para a seleção que teve 321.615 candidatos inscritos, sendo 222.631 para o cargo de Agente, 53.611 para Escrivão, 27.752 para Delegado e outros 17.622 para Papiloscopista. Os salários iniciais vão de R$ 12.441,26 a R$ 23.692,74, de acordo com o cargo.

O resultado final na prova objetiva e o resultado provisório na prova discursiva foram divulgados no Diário Oficial da União desta sexta, 11 de junho - veja os resultados do concurso da PF. O prazo para recursos contra os resultados vai de 14 a 15 de junho.

A prova objetiva e a prova discursiva foram aplicadas em todas as capitais do país e tiveram duração de 4 horas e 30 minutos para todos os cargos, exceto para Delegado. As provas tiveram início às 14h, horário de Brasília-DF.

Já para Delegado, a prova objetiva teve duração de 3 horas e 30 minutos e ocorreu no turno da manhã, das 8h às 11h30. Já a etapa discursiva para Delegados teve início às 15 horas e duração máxima de 5 horas.

Totalizando 120 pontos, a prova objetiva teve itens de Certo e Errado e será reprovado quem obtiver pontuação menor que:

  • 6,00 pontos no bloco I da prova objetiva (P1);
  • 3,00 pontos no bloco II da prova objetiva (P1);
  • 2,00 pontos no bloco III da prova objetiva (P1);
  • 48,00 pontos no conjunto dos três blocos.

Para Delegado será exigido somente atingir 48 pontos no conjunto da prova objetiva para não ser eliminado.

As Provas Discursivas para o cargo de Delegado de Polícia Federal contaram com três questões dissertativas, de até 30 linhas cada, com valor máximo de 4,00 pontos cada uma e a elaboração de uma peça profissional, de até 90 linhas, com valor máximo de 12,00 pontos. Já para os cargos de Agente, Escrivão e Papiloscopista, a prova discursiva vale 13,00 pontos e foi constituída de uma redação de texto dissertativo, de até 30 linhas.

Mesmo sendo aprovado na prova objetiva, o Cebraspe informou que terão as provas discursivas corrigidas somente os candidatos que estiverem classificados até as seguintes posições:

Candidatos que terão as provas discursivas corrigidas no concurso da PF - Fonte: Edital
Candidatos que terão as provas discursivas corrigidas no concurso da PF - Fonte: Edital

Os gabaritos oficiais preliminares da prova objetiva foram divulgados pelo site do Cebraspe no dia 25 de maio.

O prazo para recursos contra os gabaritos foi de 26 a 27/5/2021, das 10 horas do primeiro dia às 18 horas do último dia (horário oficial de Brasília/DF), pelo site da organizadora. Veja as demais datas do concurso PF:

  • Resultado final na prova objetiva e resultado provisório nas provas discursivas - 11/6/2021;
  • Divulgação do padrão definitivo de respostas das provas discursivas - 11/6/2021;
  • Prazo para interposição de recursos contra o resultado final nas provas discursivas - 14 e 15/6/2021;
  • Resultado final nas provas discursivas e convocação para o teste de aptidão física - 29/6/2021;
  • Aplicação do teste de aptidão física - 3 e 4/7/2021;
  • Resultado provisório no teste de aptidão física - 14/7/2021;
  • Prazo para interposição de recursos contra o resultado provisório no teste de aptidão física - 15 e 16/7/2021;
  • Resultado final no teste de aptidão física e convocação para o preenchimento da FIC e para a avaliação médica - 23/7/2021;
  • Período para preenchimento da FIC - 26/7 a 6/8/2021;
  • Período para envio, via upload, dos exames laboratoriais referentes à avaliação médica - 26/7 a 10/8/2021;
  • Realização da avaliação médica (presencial) - 7 e 8/8/2021

Demais datas poderão ser conferidas no novo cronograma do concurso, divulgado pelo Cebraspe. As datas poderão ainda sofrer alteração.

Próximas etapas

Para os candidatos aprovados dentro do número proposto pelo edital, haverá Exame de Aptidão Física, previsto para ocorrer nos dias 3 e 4 de julho de 2021. Esse visa avaliar a capacidade de suportar, física e organicamente, as exigências do ensino das atividades policiais a que será submetido durante o Curso de Formação Profissional.

O exame de aptidão física terá quatro testes e para não ser reprovado o candidato deverá:

  • teste em barra fixa: fazer um mínimo de 2 repetições para homens e permanecer por 15 segundos em suspensão para mulheres;
  • teste de impulsão horizontal: alcançar 1,70m para homens e 1,30m para mulheres;
  • teste de natação (50 metros) em nado livre, qualquer estilo, sendo exigido fazer o percurso em até 56 segundos para homens e até 64 segundos para mulheres; e
  • teste de corrida de 12 minutos: atingir a distância mínima de 2.000 metros para homens e 1.600 metros para mulheres. Lembrando que estes índices são os mínimos requeridos, apenas para não reprovar na etapa.

Cargo de Delegado

Haverá Prova Oral para todos os candidatos ao cargo de Delegado de Polícia Federal considerados aptos até a fase. Esta, de caráter eliminatório e classificatório, valerá em seu conjunto 16,00 pontos e versará sobre as matérias de Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Penal e Direito Processual Penal. A nota final na prova oral será o resultado da média aritmética simples das notas atribuídas pelos examinadores, sendo eliminado o candidato que obtiver nota inferior a 8,00 pontos ou que não comparecer para a realização da prova.

Serão convocados para a Avaliação de Títulos os candidatos aos cargos de Delegado de Polícia Federal aprovados na prova oral. Esta, de caráter classificatório, valerá 7,00 pontos, ainda que a soma dos valores dos títulos apresentados seja superior a esse valor. Cada título será considerado uma única vez.

Cargo de Escrivão

Para os candidatos aprovados no cargo de Escrivão de Polícia Federal e aptos na avaliação médica, haverá Prova Prática de Digitação, de caráter eliminatório. Esta, terá a duração de 10 minutos, valerá 10,00 pontos e consistirá de digitação de um texto predefinido de aproximadamente 2 mil caracteres, em computador compatível com IBM/PC. A prova prática de digitação será avaliada quanto à produção (número de toques líquidos por minuto - NTL) e ao número de erros (ERROS) cometidos na transcrição do texto, da seguinte forma: NTL = (NTB - 3 ⨯ ERROS)/10, em que NTB é o número de toques brutos (que corresponde à totalização dos toques dados pelo candidato).

Para todos os cargos

Outra etapa do certame será a Avaliação Psicológica, que consistirá no processo sistemático, realizado mediante o emprego de um conjunto de procedimentos científicos destinados a aferir a compatibilidade das características psicológicas do candidato, com deficiência ou não, com as atribuições do cargo pleiteado. Avaliará também as características de personalidade restritivas ou impeditivas ao desempenho das atribuições inerentes ao cargo pleiteado como, por exemplo, agressividade inadequada, instabilidade emocional exacerbada, impulsividade inadequada e ansiedade exacerbada.

Haverá também Investigação Social, de caráter unicamente eliminatório, que será realizada pela Polícia Federal e visa avaliar o procedimento irrepreensível e a idoneidade moral inatacável dos candidatos nos concursos públicos para provimento de cargos policiais. Durante todo o período do concurso público, até a nomeação, exclusivamente para efeito da investigação social, o candidato deverá manter atualizados os dados informados na FIC, assim como cientificar formal e circunstanciadamente qualquer outro fato relevante para a investigação social.

A nota final na primeira etapa do concurso público para o cargo de Delegado de Polícia Federal será a soma algébrica da nota final obtida na prova objetiva, da nota final obtida na prova discursiva, da nota final obtida na prova oral e da pontuação final obtida na avaliação de títulos. Já a nota final para os cargos de Agente de Polícia Federal, Escrivão de Polícia Federal e Papiloscopista Policial Federal será a soma algébrica da nota final obtida na prova objetiva e da nota final obtida na prova discursiva.

Curso de Formação

O Curso de Formação Profissional será realizado pela Academia Nacional de Polícia, no Distrito Federal, exigindo-se do aluno tempo integral, com frequência obrigatória e dedicação exclusiva, podendo ser desenvolvidas atividades, a critério da Administração, em qualquer Unidade da Federação.

Ocorrendo a ampliação da capacidade da Academia Nacional de Polícia para matricular e formar alunos do decorrer do concurso público, poderá ser realizada apenas uma turma do Curso de Formação Profissional de Agente de Polícia Federal, ainda no período de 2021.

O candidato que estiver frequentando o Curso de Formação Profissional não poderá participar de outras atividades presenciais e concomitantes, como graduação, especialização, mestrado, doutorado, curso de idiomas, entre outras, no período das 7 horas e 30 minutos de segunda-feira às 18 horas de sábado.

Durante o Curso de Formação Profissional, o aluno regularmente matriculado dentro do número de vagas previsto neste edital fará jus a auxílio financeiro, na forma da legislação vigente, no valor de 50% do subsídio da classe inicial do cargo.

Anexos