21/03/2022
24/03/2022
R$ 1.950,00
74

Anexos

No Mato Grosso do Sul, a Prefeitura de Campo Grande torna público aos interessados que realizará um novo processo seletivo simplificado para preencher 74 vagas e formar cadastro de reserva no Assistente Educacional Inclusivo, para atendimento aos alunos com deficiência nas vagas oferecidas pela Rede Municipal de Ensino.

O cargo exige ensino médio completo, com formação específica no curso de magistério ou normal médio. O salário será de R$ 1.950,00, por regime de trabalho de 40 horas por semana.

Inscrição

As inscrições devem ser realizadas entre os dias 21 e 24 de março de 2022, pela internet, por meio do endereço eletrônico www.campogrande.ms.gov.br/seges/processoseletivo. Não será cobrada taxa de inscrição.

Provas

A seleção será feita por meio de prova de títulos, no valor de 100 pontos, onde serão pontuados os seguintes critérios:

  • Diploma de Graduação na área da Educação: máximo de 30 pontos;
  • Pós-Graduação na área da Educação Especial: máximo de 25 pontos;
  • Declaração emitida pela Instituição de Ensino Superior, de matrícula no Curso de Pedagogia a partir do 5º semestre: máximo de 10 pontos;
  • Experiência de trabalho, especificamente no atendimento aos alunos público-alvo da Educação Especial, nas Unidades Escolares da Rede Pública, Privadas ou Instituições Especializadas, com no mínimo um ano de efetivo trabalho. Para cada ano trabalhado a pontuação será de 10 pontos, limitado a 2 anos, comprovada através de declaração específica emitida em papel timbrado pelo Gestor Educacional: máximo de 20 pontos;
  • Curso de formação continuada na área de Educação Especial, com carga horária mínima de 20 horas em um único certificado, realizada a partir do ano de 2016: máximo de 15 pontos.

Algumas atribuições do cargo

  • Atuar na sala de aula e nos espaços físicos das unidades de ensino para viabilizar o acesso aos alunos público-alvo da educação especial aos conhecimentos e conteúdos curriculares por meio da adequação de atividades didático-pedagógicas e da disponibilização de recursos de acessibilidade referentes aos alunos que atender no período de trabalho, sob a orientação e supervisão do professor regente e do professor do atendimento educacional especializado;
  • Promover a interação e a inclusão do aluno na sala de aula, nos diferentes espaços da unidade de ensino em eventos promovidos pela Divisão de Educação Especial da SEMED, quando lhe for solicitada a presença;
  • Organizar as estratégias e os recursos, a partir das necessidades específicas descritas no estudo de caso do aluno, para a elaboração do plano educacional individualizado, com base no planejamento do professor regente, em consonância ao referencial curricular previsto para o ano letivo do aluno sob a orientação e supervisão do professor regente e do professor do atendimento educacional especializado;
  • Registrar o processo de desenvolvimento da aprendizagem do aluno, com anotações das intervenções e adequações didático-pedagógicas e os resultados alcançados, por meio de diário de bordo e relatório bimestral.

Anexos