03/01/2022
03/02/2022
26/03/2022
R$ 15.022,52
14

Anexos

A Prefeitura de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, vai promover um grande concurso no início de 2022. A administração da cidade divulgou um novo edital para realização de concurso público que vai preencher 14 vagas na carreira de Auditor Fiscal de Tributos Municipais.

O cargo exige curso superior completo em qualquer área, em nível de graduação, reconhecido pelo MEC e tem salário inicial de R$ 15.022,52, mais gratificações variáveis por cumprimento de metas tributárias. O regime de trabalho é de 40 horas por semana.

O concurso público será realizado pela empresa RBO e o edital reserva ainda três vagas para os candidatos negros e uma vaga para as pessoas com deficiência.

Inscrição no concurso abre em 2022

As inscrições ficarão abertas exclusivamente pela da internet no endereço eletrônico da organizadora RBO - www.concursosrbo.com.br, das 0h do dia 03 de janeiro até as 23h59min do dia 03 de fevereiro de 2022. A taxa de inscrição é de R$ 160,00.

Os inscritos serão submetidos a avaliação escrita por meio de duas etapas:

  • Provas objetivas de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório com 160 questões,
  • Prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório.

As provas objetivas de múltipla escolha e a discursiva serão aplicadas na cidade de Belo Horizonte-MG, nos dias 26 e 27 de março de 2022.

No primeiro dia (26) será aplicada a prova objetiva de múltipla escolha I em um turno; e no segundo dia (27) em um turno será aplicada a prova objetiva de múltipla escolha II e no outro turno, a prova discursiva.

O comprovante definitivo de inscrição para as provas contendo o local, a sala e o horário de realização será divulgado no endereço eletrônico www.concursosrbo.com.br, a partir de 21 de março.

Veja como será a composição das provas objetivas:

Prova I

  • 15 de língua portuguesa;
  • 30 de matemática/ raciocínio lógico/estatística;
  • 20 de economia/finanças públicas;
  • 15 de direitos constitucional/ civil/empresarial;

Prova II

  • 15 de direitos administrativo e penal/ética;
  • 15 de direito tributário;
  • 25 de legislação tributária municipal;
  • 25 de auditoria/contabilidade geral e avançada.

Já a prova discursiva valerá, no máximo, 80 pontos, considerando-se habilitado o candidato que tiver obtido nota igual ou superior a 40 pontos, e será composta por:

  • Uma redação que versará sobre um tema da atualidade, devendo ser desenvolvida em um mínimo de 25 linhas e em um máximo de 30 linhas, observados os roteiros estabelecidos, valendo, no máximo, 20 pontos;
  • Três questões sobre conhecimentos específicos em Direito Tributário e Legislação Tributária Municipal, podendo exigir conhecimentos doutrinários e de jurisprudência dos Tribunais Superiores, devendo ser desenvolvida em um mínimo de 5 linhas e em um máximo de 20 linhas, observados os roteiros estabelecidos, valendo, cada uma, no máximo, 20 pontos.

O prazo de validade deste concurso é de dois anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma vez por igual período, a critério do município de Belo Horizonte-MG.

Anexos