02/12/2019
16/01/2020
01/03/2020
R$ 4.952,00
278
02/03/2020

Anexos

O município de Betim, localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, decretou situação de calamidade pública, financeira e orçamentária e suspendeu por 90 dias o concurso aberto para 392 vagas que começaria a inscrever nesta segunda-feira (14) - veja o comunicado divulgado pela organização do concurso.

Além disso, o executivo pode acabar fechando cerca de 150 leitos do Hospital Público Regional Osvaldo Franco. A publicação da decisão foi feita no Diário Oficial do Município da última quarta-feira (9). Um dos motivos seria o atraso no repasse de verbas do governo de Minas Gerais.

O decreto é válido por 90 dias e apresenta outras medidas para racionalização de gastos que poderão ser adotadas. De acordo com a prefeitura, poderão ser reduzidos o quadro de servidores comissionados e de médicos plantonistas; suspensão de cirurgias eletivas; rescisão de contratos de estagiários; suspensão de concurso em andamento; fechamento de escolas e parcelamento ou suspensão de salários e 13º.

Concurso estava em andamento

O concurso público que estava em andamento deverá ser retomado em breve segundo a organização. As inscrições se iniciariam no dia 14 de outubro e 392 vagas foram abertas de níveis médio e superior.

A Prefeitura quer preencher cargos de auxiliar administrativo; educador social; oficial da administração; técnico em biblioteconomia; técnico em informática; técnico em secretaria; tradutor e intérprete de línguas de sinais; analista de recursos financeiros, orçamentários, contratos e convênios; analista de sistemas; analista jurídico; assistente social; auditor fiscal de tributos municipais; biblioteconomo; contador; geógrafo; pedagogo; sociólogo e professor. Os salários que seriam oferecidos chegavam a R$4.952.

Há ainda outra seleção para contratar 60 guardas municipais que está em processo de escolha da banca organizadora e deve também atrasar.

Anexos