Vale a pena estudar para concursos após a divulgação do edital?

Uma dúvida muito comum é como estudar após o edital ter sido publicado e com inscrições abertas. Veja algumas dicas para o pós-edital.

Por Mateus Nunes de Paula

Estudar para concursos é um grande desafio para qualquer estudante, independente da área de atuação, pois exige dedicação, foco, disciplina e uma grande carga horária de estudos no decorrer do tempo. Uma dúvida muito comum que estudantes têm é como estudar após a divulgação do edital. Vale a pena? Conseguirei a aprovação em tão pouco tempo? É isso que vamos conferir.

Bom, apesar do tempo ser mais reduzido do que quando se estuda antes do edital, existem algumas maneiras de tornar o tempo seu aliado nessa jornada pela aprovação. Claro, que estas dicas se aplicam a concursos de menor porte, municipais ou de conselhos regionais por exemplo, que cobram menos matérias se comparados a concursos de nível federal ou do poder judiciário. No caso destes últimos citados, dificilmente você conseguirá a aprovação caso inicie os estudos apenas depois do edital, pois a dificuldade destas seleções demanda vários meses ou até anos de preparação.

Estudar nesse período e obter bons resultados é possível, mas além do foco, disciplina e muito estudo, você precisará ter uma boa fonte de motivação extra para que não seja atingido pelo cansaço e pela vontade de se auto sabotar. Vejamos.

Reaproveitamento de matérias

Após fazer aquela análise básica do edital (cargos, remuneração, atribuições dos cargos, disciplinas, datas), analise atentamente as disciplinas que serão cobradas na prova e qual o percentual dessas disciplinas já foram estudadas anteriormente em algum momento, quais serão novidade na seleção e quais os pontos de maior dificuldade.

Existem aquelas matérias que podem ser reaproveitadas em diversos concursos, por exemplo: Português, Direito Constitucional, Direito Administrativo , Informática , Matemática/Raciocínio Lógico e algumas legislações são comuns em provas. Se essas disciplinas já foram estudadas em algum momento para outros concursos, você pode aproveitá-las para esse concurso, basta fazer uma boa revisão de acordo com os tópicos do edital.

Aí vai uma dica precisa: prefira concursos em que possa aproveitar mais de 70% das matérias que já estudou anteriormente. Evite aqueles em que tenha que estudar disciplinas totalmente novas nesse curto período de tempo, ainda mais se isso custar mais da metade do edital.

Veja também

Inclusão de disciplinas novas nos estudos

Como comentado anteriormente sobre o reaproveitamento de matérias, sempre terá um ponto ou outro no edital que precisará ser estudado pela primeira vez. Se estiver com boa parte do edital já "passado", a inclusão de até 2 disciplinas novas com poucos conteúdos ou que não sejam tão extensos pode ser adicionada. Apenas observe o seu tempo até a data da prova, pois há editais que são lançados com um mês até a realização da prova, isso pode ser um problema em alguns casos.

A questão é saber até que ponto você poderá incluir novos assuntos no seu cronograma de estudos.

Cronograma pós edital

Muito importante organizar o tempo de estudos na reta final. É sempre recomendado elaborar um cronograma com as matérias e tópicos que serão estudados por dia, compromissos inadiáveis, quanto tempo será dedicado aos estudos, etc. Isso vai facilitar mais a sua rotina e não vai deixar que você se perca no decorrer dos estudos.

Uma ideia seria elaborar uma planilha simples no excel, anotar no calendário, agenda, caderno, onde preferir. Nesse cronograma pode colocar a rotina de estudos organizados por horários ou matérias a serem estudadas por dia ou por turno, como preferir.

O importante é organizar o tempo!

Otimizar o tempo

Apesar de ser muito importante dedicar um dia ou nem que sejam algumas horas de descanso, não abuse do tempo! Essa é a reta final, faça tudo com equilíbrio, mas dê um pouco mais de si nesses dias ou meses que antecedem a prova. É aquela coisa: descanse, mas não pare!

Para otimizar o tempo é preciso fazer o que foi dito acima: manter o cronograma de estudos em dia, tornando o tempo o seu aliado.

Sempre tem alguém que arruma alguma justificativa para não estudar, sejam elas "porque não tenho tempo", "trabalho o dia todo", "tenho que cuidar dos filhos". As desculpas são inúmeras, mas quem quer uma coisa corre atrás e arruma tempo, disposição e motivação.

Não procrastine tarefas que precisa fazer, use o tempo que tem para reforçar os pontos de maior dificuldade.

Foco nos pontos de dificuldade

Sempre temos alguma coisa que não nos damos muito bem nos estudos, sempre teremos algum ponto de dificuldade. Na reta final é importante revisar aqueles conteúdos que foram vistos antes de abrir o edital e colocar o foco nos pontos de dificuldade que tiver. Se for cair, por exemplo, matemática/raciocínio lógico na prova é importante dar um pouco mais de atenção a essa disciplina.

Muitas vezes os pontos de dificuldade não estão relacionados apenas às disciplinas, e sim aos métodos de estudo, externalidades e imprevistos. Caso trabalhe fora o dia inteiro, sua maior dificuldade será aproveitar o tempo, o cansaço e os afazeres inadiáveis que possam surgir. Por isso ter um cronograma bem organizado para trabalhar todos esses pontos farão com que seus estudos rendam mais e sejam mais eficientes.

Resumindo tudo o que dissemos, você pode estudar após o edital já ter sido publicado e obter êxito e aprovação no concurso, basta se organizar, manter o foco e usar com sabedoria o tempo disponível. Boa sorte!

Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais