Os 5 tipos de concurseiros

Conheça os 5 tipos de concurseiros e veja em qual deles você se encaixa. Aprenda a direcionar os seus estudos de forma eficiente entendendo antes de qualquer coisa o seu perfil.

Por Mateus Nunes de Paula

Assim como na gestão de pessoas há vários perfis profissionais. Nos estudos para concursos não é diferente. Apesar da maioria dos concurseiros que logram êxito apresentarem características em comum, é preciso entender que cada pessoa tem o seu modo de estudar, sua personalidade, manias, defeitos, facilidades, etc. Não existe uma maneira única e certa de estudar, existe a maneira certa para cada tipo de pessoa, ou seja, depende do contexto, do momento, do tempo e, como vamos comentar aqui, do perfil.

Bom, se não existe uma maneira certa de estudar e tudo depende de vários fatores, por que conhecer os tipos e concurseiros e seus perfis me ajudariam em alguma coisa? É simples. Vamos responder com um exemplo: digamos que você queira abrir um negócio e concorrer no mercado de restaurantes. Você simplesmente abre o seu negócio sem conhecer como anda o mercado, sem saber como e onde vai abrir a sua empresa e, principalmente, sem conhecer a concorrência? Se você oferecesse algo que fosse igual ou pior que a sua concorrência, o seu empreendimento iria adiante? Conhecer os tipos de concurseiros permite conhecer a concorrência, permite não cometer erros e também permite copiar modelos de sucesso. Entende agora porque conhecer os tipos de concurseiros é importante?

Agora, após essa parte introdutória, vamos de fato falar sobre os 5 tipos de concurseiros. Veja:

1) Degrau

Esse tipo de concurseiro usa os concursos como um degrau para outros concursos. Geralmente começa prestando concurso para cargos menores e menos concorridos que oferecem menos vantagens para conseguir segurança financeira para continuar os estudos em concursos maiores. Isso de certa forma é bom para aqueles que estão com pressa ou que precisam muito trabalhar.

Apenas um alerta: se você é esse tipo de concurseiro, tome certo cuidado. Geralmente quando o concurseiro usa os concursos como degrau geralmente a tendência de muitos é de se acomodar e acabar não dando continuidade no seu objetivo inicial. Nesse caso, esse concurseiro até pode prestar outros concursos "maiores", mas seu rendimento não será tão bom como aquele que se dedica integralmente desde o início.

2) Impulsivo

O impulsivo é aquele que "atira para todo o lado" com o pensando de que "uma hora vai". Um dia ele presta concurso para a Polícia Federal e no outro está fazendo prova do Senado Federal. Geralmente isso ocorre com concurseiros inexperientes ou aqueles que são extremamente ansiosos para mudar de vida que acabam não se dando conta do erro que estão cometendo. Muitos desses impulsivos não dão conta de estudar de forma organizada e acabam "estudando" só quando sai o edital. Até porque, tente imaginar estudar as dezenas de disciplinas de um cargo na polícia federal e do senado. Cada um deles tem pelo menos umas cinco disciplinas que não são compatíveis.

3) Ganancioso

Esse tipo de concuseiro é aquele que só se baseia na remuneração que vai receber sem considerar outros fatores envolvidos. Esse estudante não considera as atividades desenvolvidas no cargo no dia a dia, o local e ambiente de trabalho, habilidades, atribuições. O ganancioso segue na mesma linha do impulsivo, vai prestando concursos com salários altos sem considerar esses aspectos. O que geralmente acontece é que, quando se torna servidor, aquela remuneração almejada no início da carreira não será mais um motivo para continuar se dedicando. Uma hora ou outra a remuneração não será mais uma fonte de motivação.

4) Sonhador

O concurseiro sonhador acredita que sua vida estará "ganha" ao passar no concurso. Acha que não precisará mais trabalhar e se dedicar ao cargo e as suas funções. Essa é uma visão distorcida daquelas pessoas que desconhecem o serviço público. Já ouviu alguém falando assim: há, quando passar no concurso não vou fazer mais nada, não vou mais precisar trabalhar. Essa é uma frase que muita gente já deve ter ouvido.

Outra característica do sonhador é ele perde tanto tempo idealizando a sua futura vida perfeita pós-concursado que acaba perdendo um certo tempo planejando algo que ainda não aconteceu. Pensa como vai ser a casa, qual carro vai comprar, quanto vai gastar por mês e acaba esquecendo de estudar. Claro que essas coisas são uma fonte de motivação, mas não se pode ficar obcecado e esquecer da vida.

5) Focado

O concurseiro focado seria o ideal desejável por todos. Esse concuseiro tem noção do que está fazendo, tem planos e objetivos claros e sabe para que está estudando, vê o processo de estudos para concurso como um investimento. Esse concurseiro sabe até mesmo o que vai encontrar quando assumir o cargo e pretende fazer a diferença quando ingressar no serviço público. O focado não sai fazendo todo e qualquer concurso sem ter um planejamento bem claro.

Um dos defeitos do concurseiro focado, assim como a maioria dos concurseiros, é o de talvez não ser equilibrado no sentido de descansar, se permitir ao lazer algumas vezes e acaba não enxergando outras oportunidades que possam surgir justamente por estar extremamente focado em uma coisa só.

Conseguiu se identificar com algum desses perfis ou conhece algum concurseiro com essas características? Responde aí nos comentários!

Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
Concurso TRF3; veja dicas rápidas para ir bem na provaNível: Médio, Técnico, Superior02/10/20199R$ 12.455,30
Processo Seletivo Conportos 2019Nível: Superior30/09/2019160
Concurso TRF3 2019: Inscrição abre no dia 12 de setembroNível: Médio, Técnico, Superior02/10/20199R$ 12.455,30
Concurso TRF-3 2019: FCC inscreve para Técnico e Analista até outubroNível: Médio, Técnico, Superior02/10/20199R$ 12.455,30
ACHE SEU CONCURSO
Quer encontrar um concurso público específico?

Nossa busca vai te ajudar a encontrá-lo, basta você preencher alguns campos e pronto.

Buscar concursos
Últimas notícias
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais