Veja as melhores dicas para passar em um concurso público em 2020

Saiba como se preparar de forma eficiente para passar num concurso público. Separamos 5 dicas para ajudar você que vai iniciar a preparação.

Por Ana Carolina Lopes dos Santos

Muitas pessoas sonham em mudar de emprego e conquistar um cargo público a cada ano que se renova, não é verdade? Os motivos incluem os bons salários, a estabilidade financeira, o almejado título de servidor público, a oportunidade de construir uma carreira profissional sólida, entre vários outros motivos. Acontece que para realizar tal sonho é preciso enfrentar um processo legal chamado concurso público. E quando o cidadão parte para a procura de informações sobre estudos para tal, sempre surgem muitas dúvidas. Afinal, como me preparar de forma eficiente para enfrentar uma prova que sei que será muito difícil?

Iniciantes em concursos atropelam algumas etapas e tendem a se complicar. Assim, elencamos aqui algumas dúvidas recorrentes e vamos falar um pouco sobre cada uma delas.

Antes de mais nada, você precisa saber que NÃO existe fórmula mágica para passar em um concurso público, mas sim estratégias e hábitos que os bem sucedidos utilizam. Vamos saber quais são?

Como se preparar para concursos?

Comece no PLANEJAMENTO. Estudar para Concursos não é fácil. Isso porque são muitas matérias cobradas na prova e o tempo é determinante, somado ao fato de que temos outros compromissos (trabalho, família e etc.). Assim, entenda que você precisa planejar tudo o que for fazer para iniciar os estudos de forma eficiente. O iniciante deve organizar sua vida pessoal assim como precisa ter um objetivo (um cargo em mente) para mirar todas suas energias em somente uma direção e não em várias (que é o erro comum de muitas pessoas). Saiba que, com tudo planejado, fica mais fácil começar os estudos. Com carinho, separamos para você os itens que todo iniciante precisa planejar para se preparar de forma eficiente (não ignore nenhuma etapa).

Analise sua rotina e trace um plano de estudos

Você deve começar pela análise da sua rotina de compromissos para saber em quais momentos poderá estudar durante a semana. Pense em quais horas "vagas" seria possível estudar e não deixe de descobrir aqueles eventos que podem ser substituídos por horas de estudos como, em exemplos, final de semana e folga do trabalho. Entenda que não é eficiente estudar muitas horas por dia pois isso irá causar um cansaço gigante e o rendimento vai ser comprometido.

Então, tenha em mente que você deve traçar um plano de estudos realista de forma que ele possa ser inserido em sua rotina de compromissos e lazer (lazer é importante!). Cuidado para não colocar no papel algo inatingível. Decida quantas horas por dia você poderá e aguentará estudar. Uma, duas, três horas... A quantidade de horas não importa! O importante é que você assimile o conteúdo de forma eficiente e não fique desgastado demais. Resumindo, em quais horas você poderia estudar durante a semana? Para organizar isso de forma eficiente, faça uma planilha com seus compromissos fixos e vá destacando as horas que você poderia estudar.

Escolha apenas uma área

Aqui, cabe ressaltar que é muito importante estudar focando em uma única área. Isso vai potencializar seus estudos e sua saúde mental irá agradecer. Quem presta Concurso sem rumo acaba não atingindo o sucesso, por isso ter um objetivo é muito importante. Então, mire em somente uma área e depois disso será possível encontrar o cargo dos sonhos. Para escolher uma área responda: com o que você gostaria de trabalhar? Qual é sua formação atual? Há cargos, em todas as áreas, para todos os níveis escolares. Em resumo, no início de sua preparação, busque informações sobre a área que você se identifica e, após isso, sobre o cargo no qual teria prazer em trabalhar. Veja algumas áreas para você pesquisar depois:

  • Administrativa;
  • Bancária;
  • Fiscal;
  • Jurídica;
  • Policial;
  • Tribunais.

Estabeleça e organize um ambiente de estudos

Não ignore essa etapa! Principalmente se você mora com outras pessoas. Já que, com certeza, será necessário diálogo para que você possa organizar seu local de estudos. Explique para todos que tal ato é uma forma de planejamento e que isso é essencial para sua preparação. É eficiente ter um local único para estudar. O importante é que o espaço seja limpo, organizado, arejado, silencioso e confortável, na medida do possível. Entenda que você não precisa de produtos e móveis novos desde que consiga se organizar para poder sentar (literalmente) e estudar. Então:

  • Converse com as pessoas que moram com você (se for o caso) sobre a importância do seu planejamento;
  • Estabeleça um canto da casa como seu ambiente de estudos, tendo em mente que ele precisa sempre estar limpo, organizado, arejado e silencioso o máximo que der.

- Saiba como montar um ambiente de estudos em casa

Como iniciar o estudo em si?

Como já dissemos, é necessário um processo de planejamento e cumprimento de metas que devem ser traçadas. E mesmo pesquisando muito é normal ainda se sentir perdido e nesses casos o que há para se fazer é: começar e ir fazendo ajustes. Lembre-se de que não adianta nada fazer um planejamento se não houver o cumprimento das metas, então cuidado com o que é colocado no papel para que possa cumprir todas. Assim, após a análise de quais momentos (e de quantas horas por dia) irá estudar, a definição de uma área e um cargo como objetivos e o estabelecimento de um ambiente de estudos é que se deve destrinchar os conteúdos programáticos dos editais e partir para os estudos de forma eficiente. Conteúdo Programático é a lista de temas que serão cobrados em determinado Concurso Público. Você deve planejar tudo antes de partir para o estudo em si. Faça anotações de todas as ideias que surgirem e vá atualizando.

Tudo bem até aqui? Caso esteja com alguma insegurança vale a pena voltar no início do texto, parar um pouco e refletir. Mas se você já tem planos em mente - vamos seguindo!

Para iniciar o estudo em si você precisa:

  • Conhecer a Banca Organizadora do Concurso de seu interesse;
  • Escolher bons materiais de estudos;
  • Planejar tempo para resolver muitas questões (e resolvê-las);
  • Planejar tempo para revisar o conteúdo periodicamente (e revisá-lo).

Conhecendo a banca

Normalmente as empresas que organizam os concursos (e são várias) tendem a seguir um padrão na formulação de questões. Isso acontece desde uma maneira superficial, como na quantidade de alternativas, até de maneira intensa: na forma em que as questões são cobradas. Você não leu errado! É possível treinar para detectar o jeito com que os assuntos são cobrados. Como pode isso? A partir de duas etapas, a primeira é a análise da banca e a segunda e não menos importante (muito importante, na verdade) pela resolução de questões.

Resolva muitas questões

Querido(a) iniciante, você precisa entender a importância da resolução de questões ou irá se arrepender! Com elas você conseguirá se preparar para a cobrança da Banca e irá encontrar os padrões e a "manha" para resolver as questões da prova, medir seu conhecimento em dado assunto e ainda revisar o conteúdo. Separe boa parte da sua rotina de estudos para resolver muitas questões. Você pode estudar a teoria e depois cair em questões ou o contrário disso - alguns concursandos usam o método de primeiro saber como a Banca cobra o assunto, resolvendo questões - para depois partir para a teoria. Faça testes e descubra como você melhor se adapta!

Ao estudar (principalmente matemática), resolva centenas de questões de Concursos anteriores, não só as questões do material que você está estudando, vá para a Internet e encontre sites de questões e/ou compre livros com questões e resolva centenas delas! Isso será um dos pilares da sua aprovação. Você pode (e deve) resolver questões por meio de simulados de provas reais.

Veja ainda:
- Quantas questões devo resolver por dia

Escolha materiais confiáveis, bons, atualizados e focados no concurso pretendido

Existem muitos métodos de estudos disponíveis na internet (material online). Há diferentes tipos; PDF, aula em vídeo, aula em áudio e mapas mentais. O concursando pode, também, seguir um método mais tradicional e frequentar um curso presencial focado no seu concursos e/ou adquirir livros físicos.

Entenda que não existe o melhor método de estudo mas há aquilo que funciona melhor para cada pessoa. Para descobrir qual material será melhor para você: faça testes, isto é, estude por dois ou mais tipos de materiais diferentes e compare seu desempenho assim como seu nível de conforto em cada um deles.

Cuide para que o conteúdo seja confiável (correto e completo), bom (didático), atualizado (principalmente leis!) e focado exclusivamente ao concurso de seu interesse (cargo e banca).

Procure pelas pessoas que são referência na área e tenha cuidado redobrado com os materiais gratuitos disponíveis na internet.

A teoria deve ser lida e compreendida - você realmente precisa entender! Então, leia com atenção e crie envolvimento com a matéria, leia em voz alta, tente fazer explicações, faça anotações; reflita sobre o assunto.

Revise o conteúdo periodicamente - O esquecimento é de caráter biológico e isso é um problema para qualquer estudante. Assim, tenha em mente que a revisão do conteúdo estudado é um dos pilares da aprovação em Concursos.

- Aprenda a revisar o conteúdo de forma eficiente

Mesmo que você entenda um assunto por completo é preciso revisá-lo no futuro, do contrário, ele cairá em esquecimento. Assim, é imprescindível ter contato com a matéria periodicamente.
Você pode revisar os conteúdos por meio de resumos, sínteses e/ou mapas mentais e ao responder questões.

Então, para iniciar o estudo em si é preciso planejar tempo para:

• Estudo da teoria (e assimilação);
• Resolução de centenas de questões;
• Revisão periódica.

Tenha persistência e motivação

Nisso tudo, uma coisa é certa: só é aprovado quem nunca desiste de estudar. A única forma de não parar no meio de sua preparação é ter uma motivação para persistir na luta por um cargo público. Ou seja, é necessário um motivo digno para continuar na batalha. Caso contrário, a rotina de leitura e compreensão, exercícios, revisões e simulados não fará sentido e isso acabará trazendo frustração e desistência. Então, responda: Por que (por quem) você quer um cargo público? Está aí sua motivação! Não desista nas primeiras reprovações! Acabamos de ver como a persistência é essencial durante a rotina de estudos. Assim, desistir com as primeiras reprovações vai contra isso.

Entenda que ser reprovado é normal, mesmo após estudar por alguns meses com dedicação pois faz parte da luta e que, na próxima vez que você for estudar os mesmos conteúdos, a assimilação será maior (pois o conteúdo já foi estudado) e a aprovação ficará ainda mais perto. É preciso persistir.

A pessoa reprovada está a um passo na frente daquela que é iniciante. Então, prepare sua mente para uma possível reprovação e inclua ela em seu planejamento para, desde já, iniciar sua preparação de forma eficiente e realista.

Quantas horas de estudo diário são necessárias para passar?

Infelizmente ninguém é capaz de responder a tal questão com absoluta certeza. Muito cuidado aqui para não cair na cilada chamada ilusão. A aprovação dependerá do cumprimento de cada meta de estudo, dessa forma, em uma perspectiva realista, devemos considerar que nem sempre vamos conseguir entender um assunto no tempo planejado, que iremos ter imprevistos durante a rotina e diversas outras situações que podem fazer o estudo demorar mais do que foi planejado. Então, apenas se preocupe em estudar da melhor forma e ir adaptando melhorias conforme houver necessidade. Tente não pressionar a si mesmo no que se refere a tempo. Apenas estude até passar!

Estudar antes ou depois da publicação do edital?

Bom, essa pergunta é fácil de responder. É preciso ser realista novamente e analisar duas variáveis para respondê-la. Primeira: a enorme quantidade de conteúdo que o Concursando deve dominar. A segunda variável a se analisar é o tempo entre a publicação do edital e a realização das provas que costuma ser de dois a três meses, ou seja, é pouco tempo para estudar muitos temas.

Assim, um método eficiente para iniciar a preparação é começar a estudar antes da publicação do edital. Pois, como já dito, as bancas seguem certos padrões e isso possibilita o início dos estudos de acordo com o conteúdo programático do edital de um concurso realizado anteriormente. Então, guarde isso em seu coração e controle a ansiedade para não ir fazendo inscrição em vários concursos abertos. Prepare-se antes da publicação do edital de forma eficiente! Todos os concursos realizados anteriormente estão nos sites das Bancas para você acessar.

Os primeiros passos que você deve seguir sempre serão: análise das horas disponíveis para estudos, a definição de uma área para mirar de acordo com a formação atual e o estabelecimento de um local único para estudar. Comece por aí.

O estudo em si, precisa ser composto por muita leitura acompanhada da assimilação de conteúdo, resolução de muitas questões, resumos, revisão periódica e muita persistência. E toda a preparação deve ter como base um motivo digno de luta e persistência. São muitas etapas! Mas a recompensa vale todo o esforço. Então vá já iniciar a sua preparação e bons estudos!

Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
Governo autoriza 1.481 vagas no IBAMANível: Médio, Superior07/07/2020844R$ 5.225,00
Concurso IBAMA 2020: Sai edital para Brigadistas temporáriosNível: Médio, Superior07/07/2020844R$ 5.225,00
IBAMA divulga localidades das 1.481 vagas autorizadasNível: Médio, Superior07/07/2020844R$ 5.225,00
Exército abre seleção para Sargento e Oficial temporário na 3ª RM que fica no RSNível: Médio, Superior10/07/2020Cadastro ReservaR$ 7.315,00
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais