O governo federal anunciou em cerimônia no dia 1º de setembro, a nova prorrogação do Auxílio Emergencial. O benefício destinado a microempreendedores individual (MEI), contribuintes individuais, trabalhadores informais inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), desempregados e participantes do programa Bolsa Família começou a ser pago em abril em parcelas de R$ 600.

O Auxílio foi prorrogado por mais quatro meses (até dezembro) no valor de R$ 300. Ainda não foi divulgado o calendário em que irão ocorrer os pagamentos das próximas 4 parcelas, mas as datas devem ser publicadas em breve, visto que o pagamento da 5ª parcela do Auxílio Emergencial para os inscritos no Bolsa Família foi finalizado no dia 31 de agosto e para os demais encerra ainda em setembro.

Criado pelo governo federal com a intenção de durar por três meses, o Auxílio Emergencial já passou por uma prorrogação que estendeu o pagamento por mais duas parcelas. Dessa forma, todos os aprovados pela Dataprev e pelo Ministério da Cidadania receberão cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1.200, independente da data em que tiveram o primeiro pagamento.

No dia 17 de julho, o Ministério da Cidadania divulgou o calendário completo de pagamentos do Auxílio Emergencial. Isto é, o governo já definiu as datas em que serão pagas TODAS as parcelas do benefício, mesmo que existam grupos em diferentes etapas de recebimento. Dessa forma, os beneficiários que estão recebendo agora a 1ª parcela já podem descobrir quando cairão as outras quatro.

Auxílio Emergencial: quantas parcelas vai ter?

Foi confirmado por Bolsonaro no pronunciamento em que prorrogou o Auxílio Emergencial que o benefício terá mais 4 parcelas. Dessa forma, até dezembro o governo deve pagar a 6ª, 7ª, 8ª e 9ª parcelas do benefício no valor de R$ 300. Até o momento o que se sabe é que a 6ª parcela do Auxílio Emergencial será paga entre os dias 17 e 30 de setembro para os beneficiários do Bolsa Família, conforme calendário específico do programa.

Na medida provisória que prorroga o Auxílio até dezembro o governo estabele que o auxílio residual (como foram chamadas as 4 parcelas extras) será pago até 31 de dezembro e de forma subsequente à última parcela do Auxílio Emergencial. Ou seja, o governo só pagará as parcelas de R$ 300 para aqueles que receberem a 5ª antes de dezembro. Dessa forma, os beneficiários que receberam o primeiro pagamento em abril e estão recebendo a 5ª parcela entre agosto e setembro terão as 4 parcelas de R$ 300 garantidas.

Já aqueles que foram aprovados posteriormente não receberão todas as novas parcelas, como é o caso dos que foram aprovados em julho. Para este grupo, que recebe a 5ª parcela só em novembro, deve ser creditado somente um pagamento de R$ 300. Neste grupo estão também os beneficiários cadastrados pelos Correios, que receberam o primeiro pagamento somente em setembro e recebem o quinto pagamento no último ciclo (Ciclo 4). A informação foi detalhada pelo Ministério da Cidadania em nota publicada no site.

"Serão pagas até quatro parcelas do novo valor. Contudo, o benefício acaba em dezembro deste ano, ou seja, quem começou a receber o Auxílio Emergencial em abril, terá direito às quatro parcelas. Quem passou a receber a partir de julho, por exemplo, terá direito a apenas uma parcela do novo benefício, que será paga no mês de dezembro", salientou em nota.

Ciclos do Auxílio Emergencial: como funciona?

A Caixa Econômica Federal iniciou a segunda rodada de pagamentos no dia 28 de agosto, mas a nova forma de distribuição ainda deixa alguns beneficiários confusos. Antes, o banco realizava o crédito dos R$ 600 de acordo com o lote no qual o beneficiário foi aprovado. Já a partir do calendário divulgado em 17 de julho pelo Ministério da Cidadania esta organização por lotes deixa de existir, implementando o que o governo passou a chamar de Ciclos de pagamento.

De acordo com o novo calendário, que já estabelece as datas de pagamentos de TODAS as parcelas do Auxílio Emergencial, a partir de 22 de julho os beneficiários passam a receber conforme o seu mês de nascimento. Assim, mesmo que estejam em diferentes etapas de recebimento do Auxílio, quando chegar na data prevista conforme o seu mês de aniversário o cidadão receberá a parcela a que tem direito.

No Ciclo 2, por exemplo, que vai de 28 de agosto a 30 de setembro, serão realizados os seguintes pagamentos:

  • Recebe a 5ª quem recebeu a primeira parcela em abril;
  • Recebe a 5ª parcela o beneficiário que recebeu a primeira parcela em abril e que teve o pagamento suspenso no mês de julho em decorrência de atualização de dados governamentais;
  • Recebe a 4ª parcela quem recebeu a primeira parcela em maio;
  • Recebe a 3ª parcela quem recebeu a primeira parcela em junho;
  • Recebe a 2ª parcela quem fez cadastro entre 17 de junho e 02 de julho;
  • Recebe a 2ª parcela o beneficiário que realizou contestação entre 24 de abril e 19 de julho e teve o pedido aprovado;
  • Recebe a 1ª parcela o beneficiário que se cadastrou nos Correios entre 08 de junho e 02 de julho;
  • Recebe a 1ª parcela o beneficiário que contestou o pedido entre 03 de julho e 06 de agosto e foi considerado aprovado;
  • Recebe o crédito correspondente a TODAS as parcelas pendentes (até a 5ª) o beneficiário que recebeu o primeiro pagamento em meses anteriores e no mês de agosto teve o pagamento reavaliado.

O Ministério da Cidadania definiu quatro ciclos de pagamentos que se estendem até o final de novembro, quando os beneficiários que receberam a 1ª parcela no Ciclo 1 terão a 4ª e 5ª parcelas pagas. Portanto, para saber quantas parcela do Auxílio você ainda irá receber basta conferir o calendário completo com os quatro ciclos de pagamento.

5ª parcela está em andamento

Para os beneficiários do Bolsa Família a 5ª parcela foi paga entre os dias 18 e 31 de agosto. Desde abril os beneficiários do Bolsa Família que recebiam um valor menor que R$ 600 passaram a ser amparados pelo Auxílio Emergencial.

Os demais beneficiários do Auxílio Emergencial, tanto os cidadãos inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) quanto os informais, MEIs, CIs e desempregados que se cadastraram pelas plataformas da Caixa, começaram a receber a 5ª parcela de R$ 600 também no mês de agosto. O quinto pagamento do Auxílio ocorre no Ciclo 2 que se estende do dia 28 de agosto a 30 de setembro.

Neste segundo ciclo, recebem a 5ª parcela os beneficiários que tiveram a primeira parcela paga no mês de abril. O pagamento será novamente realizando primeiro em conta poupança digital e depois o benefício será liberado para saque e transferência. Confira o calendário completo da 5ª parcela:

Calendário 5ª parcela do Auxílio Emergencial

Ciclo 2
Mês de nascimento Crédito em conta Saque e transferência
Janeiro 28 de agosto 19 de setembro
Fevereiro 02 de setembro 22 de setembro
Março 04 de setembro 29 de setembro
Abril 09 de setembro 1º de outubro
Maio 11 de setembro 03 de outubro
Junho 16 de setembro 06 de outubro
Julho 18 de setembro 08 de outubro
Agosto 23 de setembro 13 de outubro
Setembro 25 de setembro 15 de outubro
Outubro 28 de setembro 20 de outubro
Novembro 28 de setembro 22 de outubro
Dezembro 30 de setembro 27 de outubro