Um novo pagamento do Auxílio Gás do Governo Federal vai cair para mais de 5,6 milhões de famílias no mês de junho. Para minimizar os impactos decorrentes da alta inflação do gás de cozinha, que atingiu quase 37% em 2021 e que subiu ainda mais em 2022, o governo anunciou o pagamento do Vale-Gás nacional para as famílias em situação de vulnerabilidade social.

Aprovado em dezembro de 2021, a primeira parcela do benefício foi de R$ 52 destinada para a compra do botijão GLP de 13Kg e paga juntamente com a folha do Auxílio Brasil, de 18 a 31 de janeiro, com crédito no Caixa Tem.

Já em fevereiro, o grupo aumentou e o calendário que seria bimestral, foi modificado, pagando a segunda parcela já no mês 02. O valor do benefício também teve diminuição, passando de R$ 52 em janeiro para R$ 50 em fevereiro.

Em abril, foram 5,39 milhões de famílias que receberam o benefício. Agora, em junho, um novo recorde de aprovados: serão 5,68 milhões de famílias que irão receber a parcela de R$ 53.

O objetivo do governo é pagar o vale-gás a todos os beneficiários do Auxílio Brasil (18 milhões de pessoas) até setembro de 2023.

O vale gás é pago de forma bimestral, sempre a cada dois meses, no valor corresponde a 50% da média do preço do botijão de 13kg de gás liquefeito de petróleo (GLP). O reajuste do valor será feito antes de cada pagamento por meio de levantamento realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Quem tem direito ao vale gás em 2022?

As famílias que desejam receber o auxílio gás do governo federal não precisam fazer nenhum tipo de inscrição no programa, mas devem estar obrigatoriamente inscritas no Cadastro Único. O benefício será pago para os seguintes grupos:

  • Famílias inscritas no Cadastro Único, com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário-mínimo (R$ 606), inclusive famílias beneficiárias de programas de transferência de renda implementados pelas três esferas de governo; e
  • Famílias que tenham na sua composição pessoas residentes no mesmo domicílio que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC), inscritas ou não no Cadastro Único.

Para selecionar as famílias que participarão do Programa Auxílio Gás o governo vai ordenar, de acordo com os seguintes critérios, sucessivamente os beneficiários:

  • com dados do Cadastro Único atualizado nos 24 meses anteriores;
  • com menor renda per capita;
  • com maior quantidade de membros na família;
  • beneficiárias do Programa Auxílio Brasil; e
  • com cadastro qualificado pelo gestor por meio do uso dos dados da averiguação, quando disponíveis.

O Ministério da Cidadania ressaltou que haverá revisão cadastral e de elegibilidade que deverá ser feita bimestralmente. Assim, mesmo que a família tenha sido aprovada para um pagamento o benefício ainda pode ser bloqueado, suspenso ou cancelado caso haja inconsistência nos dados ou a família deixe de se enquadrar nas regras do programa.

Como receber o auxílio gás do governo federal?

O valor do benefício do Auxílio Gás será liberado em conta digital ou bancária. Caso a família não tenha acesso a uma dessas opções de conta será aberta, automaticamente, uma poupança social digital da Caixa, quando possível. O beneficiário terá 120 dias para fazer o saque do benefício, a partir da data em que o valor foi disponibilizado.

Para as famílias inscritas no Cadastro Único, o pagamento do benefício do Auxílio Gás será feito ao Responsável Familiar, preferencialmente à mulher, devendo ser ela indicada no cadastro.

Para famílias não inscritas no Cadastro Único com beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC), o pagamento será feito ao titular do benefício assistencial ou seu Responsável Legal.

Calendário do vale gás nacional 2022

As datas de pagamento do vale gás nacional em 2022 já foram divulgadas. O depósito do benefício vai ocorrer juntamente com o pagamento do Auxílio Brasil, obedecendo portanto ao mesmo calendário.

Para saber se foram considerados elegíveis ao auxílio gás os beneficiários do Auxílio Brasil podem fazer a consulta do vale gás pelo CPF via aplicativo do programa social lançado pela Caixa. O aplicativo do Auxílio Brasil está disponível para celulares Android [veja aqui] e para smartphones com sistema iOS [veja aqui].

No mês de janeiro, a primeira parcela do vale gás foi depositada entre os dias 18 e 31/01. Excepcionalmente em fevereiro o governo liberou a segunda parcela para todos, visto que pagou em dezembro o primeiro lote do benefício para prejudicados pelas enchentes na Bahia e em Minas Gerais.

A liberação dos valores vai seguir a ordem do dígito final do NIS, assim como no pagamento do benefício social. Confira todas as datas de depósito previstas para 2022:

Calendário do Auxílio Gás em 2022
Dígito final do NIS Janeiro Fevereiro Abril Junho Agosto Outubro Dezembro
1 18/01 14/02 14/04 17/06 18/08 18/10 12/12
2 19/01 15/02 18/04 20/06 19/08 19/10 13/12
3 20/01 16/02 19/04 21/06 22/08 20/10 14/12
4 21/01 17/02 20/04 22/06 23/08 21/10 15/12
5 24/01 18/02 22/04 23/06 24/08 24/10 16/12
6 25/01 21/02 25/04 24/06 25/08 25/10 19/12
7 26/01 22/02 26/04 27/06 26/08 26/10 20/12
8 27/01 23/02 27/04 28/06 29/08 27/10 21/12
9 28/01 24/02 28/04 29/06 30/08 28/10 22/12
0 31/01 25/02 29/04 30/06 31/08 31/10 23/12

O saque do auxílio gás pode ser feito nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui e terminais de autoatendimento, com o mesmo cartão e senha atuais. O benefício é pago no mesmo dia do Auxílio Brasil.