Há alguns meses a Caixa revelou que está investigando diversos casos de fraudes relacionadas ao recebimento do Auxílio Emergencial. O presidente do banco, Pedro Guimarães, comunicou que centenas de milhares de contas digitais foram bloqueadas no aplicativo Caixa Tem por serem identificadas como suspeitas de pertencer a ação de hackers. Os fraudadores teriam aproveitado o fato do app permitir vários acessos pelo mesmo celular e utilizado dados de outras pessoas para receber os R$ 600 de forma indevida, segundo Guimarães.

As medidas para conter as fraudes no Auxílio Emergencial, trabalho que também envolvem o Ministério da Cidadania, a Receita Federal e a Polícia Federal, entre outros órgãos, acabou atrasando o pagamento do benefício a alguns cidadãos e causando dor de cabeça na hora de acessar as contas pelo Caixa Tem. Isso porque a Caixa realizou o bloqueio das contas impedindo que os beneficiários consultassem até mesmo o seu saldo no aplicativo.

Para resolver a situação das contas bloqueadas a Caixa divulgou duas formas para que o cidadão comprove que o cadastro é realmente seu e seus dados não foram utilizados em nenhuma operação fraudulenta. O desbloqueio funciona de acordo com a mensagem que o beneficiário recebe no seu aplicativo: se precisa regularizar o acesso ou liberar o acesso do Caixa Tem.

Regularizar acesso do Caixa Tem

Se ao acessar o aplicativo Caixa Tem a mensagem que surgiu na tela foi "É necessário regularizar o seu Acesso. Procure uma agência, de acordo com o seu calendário de recebimento" isso significa que o usuário deverá comparecer a uma agência bancária para realizar o desbloqueio da conta poupança digital. De acordo com o presidente do banco, o procedimento é rápido e o banco criou até mesmo um calendário para desbloqueio do Caixa Tem devido ao grande número de contas bloqueadas logo após o início das investigações.

Liberar o acesso do Caixa Tem

Já se a opção que apareceu no Caixa Tem foi "Para finalizar a validação do seu cadastro, vamos precisar que envie seus documentos pelo WhatsApp"
ou então a opção Liberar o acesso apareceu no menu do app quer dizer que o processo para desbloquear a conta será mais simples. Ao clicar na opção Liberar Acesso o Caixa Tem irá abrir uma nova tela de chat no aplicativo Whatsapp, por onde o beneficiário deve enviar a documentação necessária para comprovação dos dados. Segundo a Caixa, basta seguir as orientações indicadas pelo aplicativo e o desbloqueio deve ocorrer em até 24 horas.

Dados em avaliação no Caixa Tem

Após o envio de toda documentação solicitada, os seus dados passarão novamente por uma checagem realizada pelo Ministério da Cidadania utilizando todas as bases de dados governamentais. Por isso, enquanto o desbloqueio da sua conta ainda estiver sendo feito o aplicativo irá exibir a mensagem "Seus dados estão em avaliação! Previsão de liberação a partir das..." definindo um horário no qual o cidadão poderá acessar novamente a conta.

É importante lembrar que a checagem é feita a cada novo ciclo de pagamento do Auxílio Emergencial, ou seja, mensalmente o governo irá verificar se você ainda se encaixa nos critérios de recebimento do benefício antes de liberar uma nova parcela.

Caixa Tem exibe Seus dados estão em avaliação.
Caixa Tem exibe "Seus dados estão em avaliação".

De acordo com a Caixa, o prazo para desbloqueio é de 24 horas após o envio da documentação. Entretanto, alguns usuários têm relatado a espera de até mais de dois dias sem conseguir usar o app e nem mesmo buscando o atendimento em agências o problema é resolvido. Caso a mensagem seus dados estão em avaliação apareça no seu Caixa Tem o recomendado é aguardar o horário indicado pelo app e tentar o acesso novamente mais tarde.

Em atualizações mais recentes do aplicativo, a Caixa passou a monitorar acessos simultâneos de uma conta em diferentes dispositivos, ou seja, se você utilizou o seu celular e o celular de outra pessoa para acessar sua conta no Caixa Tem, o banco identifica como um alerta para verificação de existência de fraude. Um indicativo disto é quando o Caixa Tem exibe mensagens como "Seu CPF Está Cadastrado em Muitos Celulares". Por isso, para que a sua conta não passe por constantes verificações o recomendado é que o acesso seja feito sempre pelo mesmo dispositivo móvel.

"A área de segurança do banco monitora continuamente as contas e acessos e, em caso de suspeita, realiza o bloqueio preventivo da conta para proteger os clientes. Dessa forma, os usuários do Caixa Tem que receberem a mensagem devem procurar uma agência da Caixa com se documento de identidade para regularizar seu cadastro", esclareceu o banco em nota.

Como pagar boletos pelo Caixa Tem

Desde que a Caixa Econômica Federal optou por realizar todos os pagamentos do Auxílio Emergencial pela conta poupança digital os beneficiários tiveram que aderir ao pagamento de contas domésticas utilizando a função Realizar pagamentos oferecida pelo Caixa Tem, visto que o saque em espécie muitas vezes está marcado para somente um mês ou mais do recebimento do Auxílio.

Assim, além de enfrentar filas virtuais e algumas falhas no aplicativo os brasileiros tiveram que se adaptar a nova forma de pagar contas de água, luz, telefone e outras despesas após o pagamento dos R$ 600 cair no Caixa Tem. Pensando nisso, a Caixa divulgou um passo a passo de como realizar pagamentos no Caixa Tem. Confira o tutorial abaixo:

Caixa Tem deve ser atualizado para evitar erros

De acordo com o vice-presidente de Tecnologia e Digital da Caixa, Cláudio Salituro, alguns erros específicos, como por exemplo a mensagem "Não é permitido acesso do aplicativo Caixa Tem com sistema modificado", são consequência de uso do app desatualizado. De acordo com Salituro, é imprescindível que o usuário utilize o aplicativo no celular atualizado, bem como ter certeza de que a versão do app que está acessando é a mais recente.

As últimas versões podem ser conferidas na Google Play para Android e na Apple Store para iOS.

"Sempre observem se existe uma versão atualizada antes de acessar o Caixa Tem pois diariamente, devido a alta demanda, nós estamos melhorando o aplicativo. Todas as vezes em que apareceu uma mensagem como essa o usuário deve estar acessando de forma indevida (desatualizado) o aplicativo da Caixa.