Veja dicas de estudo para concurso do IBGE

Vai fazer o concurso do IBGE? Então veja algumas informações importantes para se preparar bem para a nova seleção que terá edital em 2015 para 600 vagas nos cargos de Analista, Tecnologista e Técnico.

Por: Juliana Xavier
0
23 share
1 tweets
60 share

Mais um aguardado concurso foi autorizado pelo Ministério do Planejamento: o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realizará seleção para o provimento de 600 vagas de nível médio e superior no órgão. O pedido vinha tramitando no MPOG desde o início do ano e foi publicado no Diário Oficial da União do dia 27 de julho. Veja autorização.

Para candidatos com formação em nível superior, haverá oportunidade no cargo de Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatística e Tecnologista em Informações Geográficas e Estatística, que terão remuneração inicial de R$ 7.662,49.

Já para quem possui nível médio, o cargo a ser pleiteado é o de Técnico em Informações Geográficas e Estatística, que prevê salário inicial de R$ 3.319,45. Há ainda auxílio alimentação de R$ 373,00 para todos, retribuição por titulação e gratificação por qualificação.

IBGE terá concurso com 600 vagas em 2015O prazo para lançamento do edital é de 6 meses, ou seja, poderá sair até janeiro de 2016, porém a expectativa é de que a publicação deverá ocorrer antes. A escolha da banca organizadora também deverá ser divulgada nos próximos meses, embora a aposta seja na mesma empresa que organizou o último certame - a Cesgranrio. Na ocasião da seleção de 2013, foram registrados mais de 132 mil candidatos inscritos, sendo 119 mil para o cargo de Técnico, 8 mil para Analista e 4 mil para Tecnologista.

Dicas de Preparação

O primeiro passo para ter um bom preparo para o concurso público do IBGE é não esperar o edital ser lançado para só então começar a estudar. A banca organizadora do último concurso do Instituto foi a Cesgranrio, que deverá se manter para o próximo. Portanto, conferir o edital lançado em 2013, ler atentamente e compreender como foi o processo é uma ótima maneira de começar os estudos. Confira o último edital.

Iniciar os estudos antes do lançamento do edital confere tempo hábil ao candidato para que ele possa estudar as disciplinas mais importantes e mais requisitadas, como a língua portuguesa, possibilitando que tenha tempo para estudar as matérias que não eram esperadas após o edital ser lançado e, até mesmo, aprofundar todas as leituras já realizadas.

Apostila de estudo para Técnico do IBGE

Além disso, antecipar os estudos evita com que haja correria de última hora, isto é, que geralmente dá ao candidato apenas a possibilidade de um estudo superficial e ineficiente. Também, estar adiantado evita ansiedade na hora de realizar a prova, o que pode ser um fator decisivo.

No concurso realizado em 2013 para os cargos de Técnico, Analista e Tecnologista, foram cobrados conhecimentos em Língua Portuguesa e Raciocínio Lógico, que receberam peso no valor de 2,5 pontos, sendo as matérias mais importantes; Geografia, com peso 2; Conhecimentos Específicos, Conhecimentos Gerais e Noções de Informática, todas com peso 1 cada. Foram 60 questões no total, sendo distribuídas em 10 questões para cada matéria.

Os conhecimentos específicos foram sobre o próprio IBGE: informações sobre a Instituição, conceitos básicos para o desenvolvimento do trabalho na Agência e da atividade do Técnico de Coleta. Ou seja, começar a conhecer e se familiarizar com o órgão e seu histórico é essencial para estar bem preparado para as provas.

Após a leitura completa e minuciosa do edital e de listar quais os conteúdos serão estudados, é hora de montar um plano de estudos, que consiste em uma programação da rotina diária de um concurseiro. No plano, deve conter uma escala dos horários do dia e como eles serão distribuídos entre as tarefas diárias e as leituras e, também, deve conter um planejamento semanal amplo, prevendo o que será visto diariamente.

Portanto, o cronograma de estudos é o espaço onde o estudante irá distribuir suas leituras de acordo com os horários do seu dia, definindo escalas, prevendo outras atividades, além de definir quais conteúdos serão estudados a cada dia da semana.

O cronograma de estudos dá ao candidato a vantagem de estar bem organizado, definir uma rotina padronizada, facilitando e otimizando as horas de estudos. Assim, o candidato saberá como será o seu tempo até as provas e se terá condições de estudar todas as matérias, tendo possibilidade de avaliar o que precisa mais atenção ou não.

Por último, o candidato não deve ficar só na teoria, isto é, deve correr atrás de provas e simulados para que possa pôr em prática o seu conhecimento, tendo noção de como está o seu preparo e, também, como é o seu ritmo na resolução das questões. Além disso, fazer exercícios e simulados é fundamental para que as matérias sejam melhor assimiladas e memorizadas. Ainda, realizar provas da Cesgranrio dará ao candidato o conhecimento de como a banca opera, no que se refere à composição dos enunciados e se faz uso de "pegadinhas" e "macetes".

Em resumo, o candidato deve, primordialmente, para estar bem preparado e a altura da concorrência em um concurso: estudar editais anteriores, conhecer a banca e montar um cronograma de estudos para que não haja perda de tempo.

Avalie esta notícia

Nota:

(4.5/5.0)

Concursos Abertos

Busca avançada de concursos
Concursos Previstos Últimas Notícias
carregando...
FAÇA UM COMENTÁRIO
Faça um comentário sobre este assunto
Enviar