A Caixa Econômica Federal vai iniciar em setembro a sexta rodada de pagamentos do Auxílio Emergencial 2021 com o depósito da segunda parcela da prorrogação. No início dos pagamentos no mês de abril milhares de beneficiários encontraram dificuldade de acessar o aplicativo Caixa Tem para receber a parcela do Auxílio 2021. O problema se repetiu nos demais ciclos e a Caixa Econômica Federal informou como o usuário deve proceder caso verifique que a sua conta no Caixa Tem esteja bloqueada.

Assim como no ano passado, o aplicativo Caixa Tem está sendo utilizado agora como plataforma de pagamento para os beneficiários do Auxílio Emergencial 2021. As quatro parcelas dessa nova rodada foram pagas no app para 29 milhões de brasileiros que são do grupo de trabalhadores informais, MEIs, desempregados e inscritos no Cadastro Único. Grande parte dos 10 milhões de integrantes do Bolsa Família também estão recebendo os valores por meio da conta digital desde que a Caixa fez a abertura automática das contas.

Ao longo das primeiras semanas de pagamento do Auxílio 2021 foram registradas filas em diversas agências da Caixa pelo país, grande parte em função das contas bloqueadas no aplicativo, afirmou o presidente do banco, Pedro Guimarães. "Talvez esse seja o maior ponto em relação aos bloqueios: nós não permitimos um número grande de números de celular por CPF porque, no ano passado, identificamos isso como a principal fragilidade quanto a potenciais fraudes", disse Guimarães.

Caixa Tem é bloqueado por questão de segurança

Para entender o porquê dos bloqueios que ocorrem no aplicativo Caixa Tem é preciso olhar para o início do Auxílio Emergencial. Isso porque nos primeiros meses de pagamento do auxílio emergencial em 2020 o banco permitia que cada cidadão realizasse diversos cadastros no Caixa Tem utilizando o mesmo aparelho de celular.

Contudo, no decorrer das semanas houve o surgimento de fraudes em que hackers usavam dados de outros brasileiros para solicitar o benefício. Assim, a Caixa decidiu pôr fim nessa brecha de segurança e limitar o acesso a somente uma conta por aparelho telefônico. Ao longo das investigações, o banco chegou a bloquear cerca de 3 milhões de contas digitais no Caixa Tem que foram consideradas fraudulentas.

Diante disso, a solução encontrada pela Caixa foi bloquear contas suspeitas e elaborar um calendário de desbloqueio do Caixa Tem para que, nos casos mais graves, o cidadão comparecesse às agências para confirmar a sua identidade.

Em situações mais simples o banco permitiu que a suspensão fosse revertida por meio do envio de documentos para o Whatsapp da Caixa. Após a comprovação de que o cadastro estava regular a instituição financeira liberava o acesso a conta em até 48 horas.

Com a volta do Auxílio Emergencial em 2021, cerca de três meses após o seu fim em dezembro do ano passado, milhares de pessoas encontraram dificuldades de acessar a conta no Caixa Tem. Isso porque em muitos casos o cidadão trocou de aparelho celular ou até mesmo de número de telefone (chip). Essas duas situações são os principais motivos que causaram o bloqueio do Caixa Tem nas últimas semanas.

Como liberar o acesso do Caixa Tem bloqueado

Como citamos acima, a conta do Caixa Tem está ligada ao número de celular (chip) e aparelho em que foi realizado o primeiro acesso. Portanto, se o usuário mudou de número ou trocou de aparelho celular terá dificuldade de acessar a conta digital novamente. Nestes casos, a Caixa Econômica Federal informou que existem duas formas de fazer o desbloqueio do Caixa Tem.

A primeira maneira é comparecendo a uma agência bancária, que funciona das 8h às 13h, com CPF e outro documento oficial com foto em mãos. O procedimento de mudar o número de telefone no Caixa Tem deve ser realizado nas agências para garantir a segurança do usuário e evitar que a conta digital seja bloqueada por suspeita de tentativa de fraude. O mesmo se aplica nos casos em que o cidadão precisa alterar o e-mail usado no Caixa Tem. Outras dúvidas e informações podem ser resolvidas pelo número 111.

A outra forma de desbloquear a conta no Caixa Tem é indo a qualquer uma das 13 mil casas lotéricas espalhadas pelo país. Desde o final de abril deste ano as lotéricas estão autorizadas a fazer o atendimento aos usuários que tiveram o acesso ao Caixa Tem bloqueado. Tanto nas agências como nas lotéricas o beneficiário deve comparecer com documento pessoal com foto (RG ou CNH, por exemplo) e o celular no qual está instalado o aplicativo Caixa Tem.

Como recuperar a senha do Caixa Tem

Nos casos em que o usuário não consegue acessar a conta digital porque esqueceu a senha do Caixa Tem existe uma solução mais simples. A recuperação da senha pode ser feita por meio do celular sem necessidade de comparecer a uma agência ou lotérica. Confira o passo a passo:

  1. Com o aplicativo Caixa Tem aberto, clique em Entrar;
  2. Digite o número do seu CPF e clique em Próximo;
  3. Na próxima tela, escolha a opção "Recuperar Senha";
  4. Informe novamento o seu CPF e clique em "Continuar";
  5. O aplicativo vai mostrar a seguinte mensagem na tela "Em breve você receberá instruções no e-mail cadastrado". Se não localizar a mensagem na Caixa de Entrada do seu e-mail, lembre-se de verificar também na pasta Spam;
  6. Ao abrir o seu e-mail, procure pelo assunto "Redefinição de Senha" enviado por Login Caixa;
  7. Clique em "Link para redefinir credenciais" e cadastre uma nova senha. A senha do Caixa Tem deverá ser numérica e ter pelo menos 6 dígitos. O aplicativo também não irá aceitar que você cadastre o seu CPF ou data de nascimento como senha.
  8. Repita novamente a nova senha criada e clique em Continuar.

É importante lembrar que o link para redefinir a senha do Caixa Tem tem validade de 12 horas. Após esse período, se não tiver redefinido a senha o usuário terá que repetir o passo a passo desde o início.