Ministério da Justiça abre seleção com 35 vagas na área de Tecnologia da Informação

MJSP preencherá 35 vagas e formará cadastro de reserva em três cargos de nível superior. As inscrições vão até o dia 15 de junho.

Por Clécio
Abertura inscrições 11/05/2020 Data da prova 02/08/2020 Total de vagas 35
Encerra inscrições 15/06/2020 Gabaritos em 02/08/2020 Salários até R$ 8.300,00

O Ministério da Justiça e Segurança Pública promove de maio a junho um novo processo seletivo simplificado com 35 vagas e formação de cadastro reserva para cargos de ensino superior para o desenvolvimento de atividades inerentes ao Projeto SINESP Big Data e Inteligência Artificial.

O Ministério visa preencher vagas com lotação exclusivamente na cidade de Brasília-DF. O salário dos empregos será de R$ 8.300,00 por regime de trabalho de 40 horas por semana.

O certame será executado pelo Instituto AOCP, e o edital reserva três vagas para os candidatos portadores de deficiência e sete vagas para os candidatos negros. Veja as vagas abertas do novo certame do MJSP

  • Analista de Governança de Dados (13 vagas) - Exige diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de informática/computação, experiência profissional superior a cinco anos em funções de tecnologia da informação, ou graduação em qualquer área de formação com pós-graduação em informática/computação (mínimo de 360 horas) e experiência profissional superior a cinco anos em funções de tecnologia da informação, ou, possuir título de mestrado ou doutorado na área.
  • Cientista de Dados (12) - Pede curso de graduação na área de informática/computação, experiência superior a cinco anos em funções de coordenação de projetos e/ou coordenação de projetos em ambientes ou linguagem de software livre; ou graduação em qualquer área de formação com pós-graduação em informática/computação (mínimo de 360 horas), além de experiência superior a cinco anos em funções de tecnologia da informação, ou, possuir título de mestrado ou doutorado na área;
  • Engenheiro de Dados (10 vagas) - Exige curso de graduação na área de informática/computação, experiência profissional superior a cinco anos em funções de tecnologia da informação ou graduação em qualquer área de formação com pós-graduação em informática/ computação (mínimo de 360 horas) e experiência profissional superior a cinco anos em funções de tecnologia da informação, ou, possuir título de mestrado ou doutorado na área.

Inscrições no MJSP

As inscrições poderão ser realizadas a partir das 08h do dia 11 de maio até as 23h59min do dia 15 de junho de 2020, observado horário oficial de Brasília/ DF, pela internet, por meio do endereço eletrônico www.institutoaocp.org.br. Será cobrada taxa de inscrição no valor de R$ 60,00.

O processo seletivo constará de prova objetiva com 60 questões, sendo:

  • 10 de língua portuguesa;
  • 05 de inglês;
  • 05 de raciocínio lógico;
  • 40 de conhecimentos específicos de informática.

A prova objetiva será aplicada na cidade de Brasília/DF na data provável de 02 de agosto de 2020, em horário e local a serem informados por meio de edital disponibilizado no endereço eletrônico www.institutoaocp.org.br e no cartão de informação do candidato a partir de 09 de julho.

O candidato, para ser aprovado, deverá acertar no mínimo uma questão em cada área de conhecimento, e obter 40% ou mais do total de pontos previstos para conhecimentos específicos de Informática, e 30% ou mais do total de pontos previstos para o conjunto das demais áreas de conhecimento.

O gabarito preliminar e o caderno de questões da prova objetiva serão divulgados ao término da aplicação no endereço eletrônico www.institutoaocp.org.br.

Haverá ainda etapa de avaliação de títulos, sindicância da vida pregressa e investigação social.

Serão requisitos básicos para a contratação:

  • Ser brasileiro, nos termos da Constituição Federal;
  • Ter completado 18 anos;
  • Estar em pleno exercício dos direitos políticos;
  • Ser julgado APTO física e mentalmente para o exercício da função, em inspeção médica oficial;
  • Possuir a escolaridade exigida;

Das atribuições dos contratados

Analista de Governança de Dados: Definir diretrizes estratégicas, propor projetos, coordenar, supervisionar, monitorar e avaliar a implementação do Projeto SINESP Big Data e Inteligência Artificial, no que concerne à implantação e monitoramento das políticas, normas, mecanismos de controle e procedimentos que permitam o gerenciamento de dados sob as perspectivas de compartilhamento, arquitetura, segurança, qualidade, operação e outros aspectos tecnológicos, bem como ao planejamento de contratações e fiscalização de contratos; seguindo os preceitos do PMBOK e DAMA-DMBOK e baseando-se nas diretrizes tecnológicas, políticas e métodos adotados pelo Ministério;

Cientista de Dados: Definir diretrizes estratégicas, propor projetos, coordenar, supervisionar, monitorar e avaliar a implementação do Projeto SINESP Big Data e Inteligência Artificial, no que concerne à realização de análises exploratórias de dados, automatização de processos de cálculo de indicadores, levantamento de requisitos, desenho e construção de painéis de BI e de modelos estatísticos, implantação e monitoramento de ambientes de bancos de dados para Big Data, implantação e monitoramento de processo de ETL de bases de dados, implantação de desenvolvimento de sistemas automatizados que usem inteligência analítica; atuação em projetos de machine learning, planejamento de contratações e fiscalização de contratos; seguindo os preceitos do PMBOK e DAMA-DMBOK e baseando-se nas diretrizes tecnológicas, políticas e métodos adotados pelo Ministério;

Engenheiro de Dados: Definir diretrizes estratégicas, propor projetos, coordenar, supervisionar, monitorar e avaliar a implementação do Projeto SINESP Big Data e Inteligência Artificial no que concerne à aquisição, avaliação e processamento de dados de várias fontes e sistemas em plataformas de Big Data, gerenciamento de dados end-to-end, definição de abordagem estratégica para o gerenciamento de dados, manipulação e transformação de dados por meio de ETLs, pipelines, streamings, realtime ou não, implementação de sistemas distribuídos e escalonáveis dedicados ao processamento de Big Data, suporte à correção de bugs e análises de desempenho ao longo do pipeline de dados, colaboração com cientistas de dados para o mapeamento de campos de dados para hipóteses, organização e preparação de dados para uso em modelos analíticos avançados, planejamento de contratações e fiscalização de contratos; seguindo os preceitos do PMBOK e DAMA-DMBOK e baseandose nas diretrizes tecnológicas, políticas e métodos adotados pelo Ministério.

O prazo de validade do processo seletivo será de dois anos a contar da data de homologação do certame, podendo ser prorrogado, conforme o Decreto nº 9.739 de 28 de Março de 2019.

Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais