A Caixa Economica Federal já está liberando a sétima parcela do Auxílio Brasil em 2022. Neste mês cerca de 18,13 milhões de famílias vão receber o benefício no valor de R$ 400.

Mesmo com a aprovação da PEC que permite o aumento de R$ 200 no Auxílio Brasil e no Vale Gás, o governo não conseguiu reajustar o benefício do mês de julho. Assim, a primeira parcela de R$ 600 deve cair somente no calendário de agosto.

A parcela de julho do Auxílio Brasil começou a ser paga na segunda-feira (18) para os inscritos com NIS final 1. Contudo, algumas famílias estranharam ao acessar o Caixa Tem e perceber que os R$ 400 não haviam sido depositados. Nesse caso, o que fazer quando o benefício não caiu na conta? Veja neste post.

Calendário traz datas do Auxílio Brasil em julho. Imagem: Min. da Cidadania.
Calendário traz datas do Auxílio Brasil em julho. Imagem: Min. da Cidadania.

Meu Auxílio Brasil não caiu na conta, e agora?

Se ao chegar na data definida no calendário o integrante da família não localizar o depósito da parcela do Auxílio Brasil existem alguns pontos que o beneficiário deve ficar atento.

Primeiro é preciso verificar se a família está apta a receber a parcela atual do benefício. Isso porque todos os meses o Ministério da Cidadania faz a checagem dos cadastros de toda a base de beneficiários do programa.

Após a análise, o governo realiza o bloqueio do pagamento para as famílias que deixam de cumprir alguma regra para receber o benefício e, caso a situação permaneça, a família pode ser excluída do programa.

Para saber se teve o pagamento aprovado o beneficiário pode fazer a consulta pelo CPF no aplicativo do Auxílio Brasil. O app do programa informa a situação do benefício - se ele está liberado ou bloqueado na conta -, o extrato de pagamento das parcelas anteriores, os valores e o calendário dos próximos depósitos.

Por outro lado, se o aplicativo informa que o benefício está liberado para saque a família não identificou o depósito na data estabelecida, é necessário verificar se o dinheiro não foi creditado em outras contas.

A maior parte das famílias recebe o Auxílio Brasil em conta poupança digital no Caixa Tem. Segundo o banco, o dinheiro cai na conta logo nas primeiras horas do dia e até as 9h da manhã o benefício já deve estar disponível para saque no Caixa Tem.

Além do Caixa Tem, a parcela do Auxílio Brasil também pode ser sacada com o antigo cartão do Bolsa Família e com o Cartão Cidadão.

Caso não verifique o depósito dos R$ 400 em nenhuma das contas, o beneficiário deverá procurar atendimento em uma agência da Caixa ou em um posto de atendimento do Cadúnico ou do Auxílio Brasil na sua cidade. Dúvidas também podem ser solucionadas pelo telefone 121 do Ministério da Cidadania.

Meu benefício foi bloqueado, como reativar o pagamento?

Na maioria dos casos, a Dataprev e o Ministério da Cidadania realizam o bloqueio do pagamento quando são encontradas divergências nas informações prestadas pela família no Cadastro Único e nos dados de outras bases do governo.

Nesse caso, quando o cadastro é atualizado e as pendências são resolvidas, a família volta a fazer parte do público beneficiado pelo programa, desde que ainda se enquadre nas regras para receber o Auxílio Brasil.

Para atualizar as informações da família o Responsável deve procurar o setor de atendimento do Cadúnico e apresentar os seguintes documentos:

  • CPF ou Título de Eleitor do Representante Familiar;
  • Documento de Identificação de cada membro da família (preferencialmente CPF);
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de matrícula de crianças e adolescentes (se houver).

Após a atualização do cadastro, o Ministério da Cidadania e a Dataprev realizam a revisão dos dados da família para garantir que não existem mais informações inconsistentes e que o beneficiário está dentro das regras de elegibilidade do programa.

O pedido será analisado pelo setor responsável pelo programa e no prazo de 30 dias a família deve receber a resposta se está apta a receber o Auxílio Brasil novamente.