4ª parcela do auxílio emergencial é confirmada pelo governo

Governo confirmou o pagamento de uma quarta e, talvez, quinta parcela do auxílio emergencial. O valor ainda não foi decidido, mas deve ser menor que o das parcelas anteriores.

Por Caroline Fagundes Pieczarka

A prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600,00 foi confirmada pelo presidente Jair Bolsonaro. O pagamento da parcela adicional foi afirmada na última sexta-feira (22) por Bolsonaro em entrevista que indicou que uma quinta parcela também poderá ser paga. O quarto pagamento já foi divulgado pela Secretaria de Comunicação do governo como uma das ações do governo federal no enfrentamento ao coronavírus.

Bolsonaro afirmou ter conversado com Paulo Guedes sobre as novas parcelas do benefício, mas que ainda não haviam definidos valores. Ao que indica a fala do presidente a 4ª e 5ª parcelas deverão ser menores que os atuais R$ 600,00 previstos.

"Conversei com o Paulo Guedes que nós vamos ter que dar uma amortecida nisso aí. Vai ter a quarta parcela, mas não de R$ 600. Não sei quanto vai ser, R$ 300, R$ 400. E talvez tenha a quinta, talvez seja R$ 200 ou R$ 300. Até para ver se a economia pega", disse Bolsonaro em entrevista à rádio Joven Pan.

Na semana passada, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, falou sobre uma eliminação gradativa do auxílio emergencial com o pagamento de uma ou duas parcelas com valor reduzido.

Segundo ele, o governo estaria estudando para que após as 3 parcelas de R$ 600,00 o valor caia para R$ 200,00 e seja estendido possivelmente por um ou dois meses. "Se voltar para R$ 200 quem sabe não dá para estender um mês ou dois? R$ 600 não dá. O que a sociedade prefere: um mês de R$ 600 ou três de R$ 200? É esse tipo de conta que estamos fazendo", declarou o ministro.

2ª parcela segue até 29 de maio

A Caixa está efetuando o pagamento da segunda parcela, que iniciou no dia 18 de maio, e ainda não anunciou o calendário para crédito da terceira parcela que deve ser paga no mês de junho. Até o momento o banco realizou 93,1 milhões de pagamentos, incluindo 1ª e 2ª parcelas, para 55,9 milhões de brasileiros. O valor pago para os três grupos elegíveis gira em torno de R$ 65,5 bilhões.

Nesta fase, os pagamentos foram organizados em 4 calendários, sendo:

  • Um para SAQUE dos valores da 2ª parcela para beneficiários do Bolsa Família - a partir de 18 de maio;
  • Um para SAQUE dos valores para quem ainda não recebeu a 1ª parcela do benefício - começando no dia 19 de maio;
  • Um para CRÉDITO dos valores da 2ª parcela para quem fez o cadastro no app e site da Caixa, incluindo CadÚnico (poupança digital) - a partir de 20 de maio;
  • Um para SAQUE dos valores dos cadastrados no app e site da Caixa e do Cadastro Único (poupança digital) - a partir de 30 de maio;

- Confira todos os calendários da 2ª parcela do Auxílio Emergencial

Concursos próximos indicados para você
ConcursoInscrições atéN° VagasSalários até
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais